Como e porque resolvi parar de fumar

Um dia como outro qualquer, acordo e pego logo o meu parceiro da manhã, o cigarro. Vivi essa rotina por pelo menos 17 anos, isso mesmo fumei durante 17 anos.

Porque resolvi parar de fumar

Acredito que todo fumante consciente deve pensar em parar de fumar em determinados momentos. Comigo não foi diferente, desde o nascimento do meu primeiro filho em 2001 eu dizia que ia parar de fumar, mas nunca conseguia, veio o segundo filho e uma nova promessa, mas de nada adiantou.

O tempo foi passando e eu já havia esquecido destas promessas, nem me importava mais. O tempo foi passando e algumas situações começaram a me incomodar como por exemplo deixar minha esposa sozinha na mesa de um bar ou restaurante para sair e dar uma baforada, ou ainda sentar ao lado das pessoas, e mesmo após ter lavado as mãos e utilizado enxaguante bucal, a pessoa virava e falava “e ai cara, foi dar uma fumadinha não é?”, cheiro do cigarro não sai nem com reza braba, e quem fuma sabe que basta o primeiro da manhã para o perfume ser substituído pelo cheiro da fumaça na roupa, agora pense isso em um ambiente de trabalho, é muito inconveniente. O carro tinha odor de tabaco, o apartamento na mesma situação e isso começou a me deixar meio paranoico.

A gota d’água

Após dias de luta, só quem vive comigo sabe o que eu, minha mãe e meu irmão passamos em 2013 com a doença do meu pai, algo destruidor, seu pulmão entrou em colapso devido à uma enfisema entre outras infecções, não lembro bem, mas não foram necessários mais do que 3 meses para que ele falecesse quando nós acreditávamos que ele já estava se recuperando bem.

A partir deste dia eu fiquei puto com o cigarro, pois sempre que fumava lembrava do velho, e do que passei. Mesmo assim ainda não tinha determinação para parar de fumar.

Eu havia parado de praticar Jiu-jitsu e entrei no mundo do ciclismo, um fumante pedalando (risos), muitas vezes faltava “gás” nas pernas para um percurso mais longo, ou uma ladeira mais ingrime, outras vezes passava mal mesmo devido ao esgotamento, já estava ficando de saco cheio daquilo. Conheço alguns ciclistas que pedalam muito mais do que eu e são fumantes, mas não era o que eu queria para mim.

Eu e “a outra” passeando pelo Porto da Barra — Salvador — Bahia — Brazil

Como consegui parar de fumar

Em um dia qualquer de abril de 2014, acordei diferente e não quis fumar logo cedo, a partir dai fui contando quantas horas fiquei sem o cigarro até pegar o primeiro do dia, já bem tarde. A noite pensei “porra, curti esse lance de ficar sem fumar durante o dia, acho que vou fazer novamente.” e com a ajuda da minha esposa passei a utilizar uma medicação que dizem ser um ansiolítico bastante utilizado por quem deseja abandonar o tabagismo, acredito que tínhamos três caixas, mas recordo que nem utilizei a terceira.

Com o apoio da minha esposa e dos meus filhos eu comecei a superar um dia após o outro a agonia de ficar sem o cigarro, não pense que será fácil, você vai ter picos de raiva, insônia, mau humor e por ai vai, além disso é normal ter recaídas, eu tive umas duas ou três, na primeira semana cheguei a dar dois ou três tragos em dois cigarros, pois deixei o maço no quarto dos fundos na certeza de que seria mais forte do que ele, mas a minha pneumologista disse que seria a maior burrice deixa-lo lá, que provavelmente ele venceria, sendo assim joguei fora no lixo e após isso não tive mais recaídas.

A verdade é que você deve ter muita paciência e força de vontade, saber o que quer e ter total apoio da família, tive a certeza que iria de fato vencer a batalha quando viajei com um tio fumante (hoje ele não fuma mais também, uhulll) e ele fumava ao meu lado e eu não tinha vontade de fumar.

O cigarro é ruim?

Muitas pessoas viram para mim e falam “é cara, você parou de fumar porque é ruim não é?” tá maluco cara? Cigarro é gostoso demais, super relaxante, mas faz mal, então eu sei que o cigarro não é ruim, mas faz mal, compreendeu?

Faz mais de um ano que parei e me considero um ex fumante “gente boa”, pode fumar do meu lado, no mesmo ambiente que eu nem ligo, só não pode dar aquela baforada na cara (risos), não sou chato com quem fuma e não pressiono ninguém para que abandone o vicio, vários conhecidos me pedem para ajudar aquele amigo ou amiga que fuma demais, não farei jamais, odiava quando um ex fumante me pegava fumando e vinha cheio de conversinhas e conselhos, tô fora. Se o fumante me pedir eu dou umas idéias, mas jamais encherei o saco.

Eu, “a outra” e a turma do Roda Presa.

Para concluir

Quer parar de fumar? É isso ai, tenha foco para alcançar seu objetivo, pois a batalha é cruel e você vai precisar do apoio de quem gosta de você, se tiver recaídas não desista, comece a contagem de dias do zero e faça como se fosse um jogo, onde você ganha ou perde pontos a cada dia.

Se ganhar uns quilos (ganhei 8 kg) é só correr, pedalar, nadar ou fazer qualquer atividade que você goste muito e que queime energia.

Falou!

Bruno Riggs.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.