AS LEIS TRABALHISTAS AUMENTAM O DESEMPREGO!

Você sabe quem perde com a CLT? São os trabalhadores! Muitos vão me perguntar como que as leis que supostamente protegem os trabalhadores podem prejudicá-los. As respostas estão logo abaixo.

Quando um empreendedor pensa em contratar um novo colaborador para sua empresa, o pensamento sempre vai recair para a folha de pagamento mensal. Apesar do trabalhador pensar no salário, o dono da empresa precisa calcular todos os custos que terá com o empregado (detalhe que não são poucos. Veja: INSS, FGTS, RAT, multa rescisória, LC110/01, aviso prévio indenizado, IRPF, salário educação, SENAC, SESC, SENAI, SESI, SEBRAE, INCRA, repouso semanal remunerado, auxílio doença, salário família e outros mais).

Após descontar todos esses “impostos” mencionados acima, o valor que era para o trabalhador receber, sua metade ficará com o governo, ou seja, se você iria receber R$2.000,00, após os descontos, você receberá apenas R$1.000,00.

Sabe o que é pior disso tudo?

Você não recebe nada em troca. O governo não consegue fazer uma gestão dos inúmeros recursos recolhidos dos empresários-heróis do Brasil. Sabe o motivo? Falta eficiência na gestão pública. Mas, vamos deixar este assunto para outro post.

Você sabia que o Brasil é o País com o maior número de ações trabalhistas no mundo? Sim! E para piorar, a cada R$1.000,00 julgados nas justiças trabalhistas, são gastos R$1.300,00, segundo os cálculos do sociólogo José Pastore, especialista em relações do trabalho.

Mas, o que fazer?

É simples! As leis trabalhistas do Brasil são muito detalhistas, retrógrada e não acompanham a tecnologia e os avanços das relações do trabalho. Vamos pegar o exemplo dos EUA. Na terra do tio Sam não existe uma consolidação de leis trabalhistas, portanto, os acordos feitos entre empregado e empregador são definidos por contrato prévio. Basta copiar a ideia dos EUA.

Quer saber a melhor parte?

A taxa de desemprego dos EUA em maio/2017 está em 4,3%. E sabe quanto é o salário mínimo na Califórnia (EUA)? USD 10,50 por hora trabalhada. Se fizermos os cálculos de horas trabalhadas semelhante ao Brasil, o valor ficaria em USD 1.680,00 (na hipótese de o colaborador trabalhar 08 horas diárias por 5 dias e 4 semanas). Se convertermos esse valor em reais, ficará a importância de R$5.330,14.

Você ainda acha que as leis trabalhistas brasileiras são para proteger os empregados?