Vida, eu sei que lá no fundo você é legal 
Eu sei que deveria agradecer mais e reclamar menos 
Mas olha as pessoas e as cargas que temos
Vida, eu gosto de você e do que temos 
Da família, dos amigos, dos amores e do trabalho 
Mas eu queria ser mais leve 
Vida, eu prometi que eu e você seríamos incríveis 
Que aos vinte e tantos eu sairia do meu carro,
ligaria o alarme e os ventos iriam balançar meus cabelos 
Mas eu ainda engato a bolsa da marmita na catraca do ônibus.
 Vida, talvez a culpa não seja sua, seja minha ou do tempo. 
Vida, eu gosto de você então me dê mais carinho e menos tapas.
Agradecida