Sem Alarde #06

TRETAS

Polícia em greve no Recife. Saques, assaltos, assassinatos, carros pegando fogo. Ainda assim, logo cedo saí para o meu jogging matinal. Na primeira oportunidade entrei no clima e assaltei uma velhinha, que foi mais rápida e me assaltou primeiro. Para dar o troco, eu a estuprei. Ela não deixou barato e me assassinou. Esquartejei a velha, ela então queimou meu corpo e o arremessou no rio. Lutamos mais um pouco e a situação foi apaziguada por um traficante que ali passava. Eu e a velha apertamos as mãos, nos esfaqueamos mais algumas vezes e cada um seguiu seu caminho. Agora a pouco, ao chegar em casa, me deparei com um tubarão fumando crack no portão da garagem; tentando não chamar a atenção do bicho, pulei o meu próprio muro para entrar em segurança. Fui confundido com um gatuno pelo vigia. Ele me alvejou com tiros de fuzil e aquela foi a terceira vez em que fui assassinado só na manhã de hoje. Absurdo, esse país em que vivemos.