A realidade não existe

Observe uma parede, saiba que ela não existe. Tudo que existe é o que sua mente interpreta, no caso a luz projetada na parede. Se não houvesse luz, a parede não existiria para o observador, mesmo que ela estivesse ali.

Tudo aquilo que vivemos não existe, não importa o que seja. Para ter existência é preciso que nossa mente interprete.

É como se nossa mente fosse um sistema operacional e o modo como vemos a realidade um programa.

Existem dezenas de sistemas operacionais, bem como milhares de programas. Existe o programa cristão, o feminista e o islâmico por exemplo. E por meio desses programas nós interpretamos o mundo.

É fato que um cristão vê o mundo de forma diferente do que um muçulmano, e uma feminista vê a realidade de uma forma diferente destes dois.

O mundo e suas circunstâncias são únicos, mas o modo como ele é interpretado é que faz com que o azul se torne vermelho, e mesmo que o azul seja azul, caso o observador tenha em sua mente que o azul é vermelho, o azul será vermelho.

Nada existe em si mesmo. Não há nenhuma verdade, nada é certo ou errado, tudo depende do observador e dos programas existentes em sua mente. Tudo depende do modo como cada qual escolheu ver a realidade.

Assim como um programa de computador pode ser codificado, nós podemos escrever nossos próprios programas e instalá-los, podemos formatar e até alterar nosso mundo por meio do pensamento usando a lei da atração(tema de um futuro texto).

A sociedade,por exemplo, nós instala o programa do consumismo, mas nós podemos formatar esse programa e instalar um novo de modo a não consumir. Neste sentido somos totalmente livres mesmo que não saibamos ou não queiramos.

Portanto, mesmo que você esteja em um sistema operacional cristão e use um programa católico, você pode instalar outros programas e até mesmo formatar o sistema operacional. Tudo depende da escolha do cliente do programa.