Abrindo a gaiola

Tinha um novo caminho para seguir, mas como mudar o rumo das coisas?

Acho que todo mundo já teve aquela fase de não estar feliz com o trabalho e querer jogar tudo pro alto. Mas existe muitos boletos nessa vida que bloqueiam esse pensamento. Boletos, responsabilidades e o medo. O medo do desconhecido.

Queria dizer que tive coragem de pedir demissão para abrir minha loja de flores, que nem naquele comercial de tv. Mas não, o que aconteceu foi que a empresa precisava mudar de cidade por conta da crise e eles iriam cortar custos. A ideia de acordar todo dia super cedo, pegar um fretado e passar mais tempo ainda do meu dia em função disso não me fazia nada bem. E me bateu uma bad!

Até que disseram que quem não pudesse ir, que informasse a empresa e seria demitido com todos os direitos.

Aquilo foi uma oportunidade cósmica para mim. Se eu queria mudar meu caminho a hora era aquela. Tinha que ser!

Mas mesmo nessas condições surge um receio! É aquela história do pássaro na gaiola que tem o alpiste garantido todo dia, mas fica olhando o outro pássaro voando livre lá fora.

A gente sonha com a gaiola aberta. Mas o que acontece quando ela abre?

Like what you read? Give Camila Borges a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.