Tecnologia e Inovação no Varejo

Na última terça-feira de agosto (29/08) participei do evento APASNEXT (valeu pelo presente, Dê e Junão! 😉), focado em tecnologia e inovação no setor de supermercados.

Mesmo com esse foco em “supermercados”, o evento abordou o varejo brasileiro de uma forma mais abrangente, falando sobre tudo isso aqui (e mais um pouco):

A 2ª edição do APASNEXT teve mais de 20 palestrantes, mas os mais interessantes em minha opinião, tanto no conteúdo como na forma de se apresentar, foram esses aqui:

E pegando todos os assuntos abordados por esses profissionais, resolvi resumir o evento de 10 horas em 10 tópicos para dividir com você (aceito like aqui como forma de agradecimento 😁 rs):

  1. O grande desafio do varejo, segundo Claudio Santos — Watson Customer Engagement Leader na IBM — , é ser relevante.
  2. Os gestores de varejo precisam compreender cada vez mais os novos consumidores (gerações Y e Z). (Novidade 👍)
  3. Já que as pessoas estão cada vez mais conectadas, o negócio precisa se transformar digitalmente falando. Segundo a Dra. Regiane Reiva, CEO da VIP Systems, “ter um sistema de gestão eficaz já é um bom começo”.
  4. A armazenagem de dados na “nuvem” não é algo exclusivo para grandes empresas. Segundo Fabio Andreotti, Head de Cloud no Google Brasil, “os maiores clientes de cloud do Google são empresas de até 150 pessoas”.
  5. T.I. precisa fazer parte da estratégia do negócio.
  6. Tecnologia é o meio e não o fim.
  7. Os gestores de varejo precisam saber utilizar o grande volume de dados coletados para personalizar a oferta, oferecendo produtos para cada cliente de acordo com seu perfil e tratando-os de forma única, assim como os antigos donos de mercearias tratavam sua clientela. Um bom exemplo atual no Brasil: Pão de Açúcar Mais.
  8. Muito se falou dos benefícios de se ter uma loja virtual (o gerente de e-commerce do Supermercados Mambo — Flávio Inácio — enfatizou bem o crescimento de sua loja virtual, representando 7% em vendas e com 70 colaboradores dedicados exclusivamente às demandas do site) e de ter um mix de produtos igual do varejo físico. Flávio comentou que picolé é o único produto da loja física que não oferecem no e-commerce.
  9. Mesmo sendo algo importante e necessário, os pequenos varejos ainda estão iniciando um processo de implantação de e-commerce por conta de investimentos em outras prioridades. Segundo Renato Gaspar, diretor da Distribuidora Rio Preto, “se os pequenos varejistas implantarem uma loja virtual vão perceber uma grande evolução na operação”.
  10. E no futuro, segundo a Dra. Regiane Reiva “o varejo vai deixar de ser um ponto de venda para ser um ponto de relacionamento”.
Assim como outros eventos que participei recentemente, o grande tema em questão foi: novos consumidores.

Percebo que as novas gerações têm causado um certo desconforto nos antigos gestores de empresas pela forma diferenciada de se comunicarem, consumirem, se relacionarem… (Desculpa, também faço parte da geração Y 😐)

…Cabe aos mais antigos (e experientes) ouvirem esses novos consumidores e buscar entender e atender as novas necessidades. E dentro dessa temática principal (pessoas + tecnologia), a Vtex inteligentemente lançou uma websérie no evento, chamada “O Mercado do Agora”, que achei FO-DI-DA! (Muitos aplausos 👏👏👏)

Segue abaixo os episódios apresentados e aproveito para dar tchau pra você. Sucesso, viu? #tamojunto #secuida #valeu

Não esquece do like… De compartilhar… De fazer um depósito na minha conta… (Vai que)

TCHAU! ✌️😁