Onde eu vi esses atores?

Um breve guia sobre onde você pode ter visto os atores indicados ao Oscar deste ano, em algum filme perdido por aí, que fui fuçando no site Imdb:

MELHOR ATOR

  • Casey Affleck (“Manchester à Beira-Mar”)

O ator, outrora apenas lembrado como “o irmão do Ben Affleck”, chega à sua segunda indicação ao prêmio máximo do cinema, anteriormente lembrado sobre sua boa participação secundária em “O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford” (2007). Antes, como destaque, protagonizou o primeiro filme dirigido pelo irmão, o excelente “Medo da Verdade” (2007) e o recente “Triplo 9” (2016), além de outros filmes independentes como “O Assassino em Mim” (2010) e “Amor Fora da Lei” (2013).

  • Andrew Garfield (“Até o Último Homem”)

O jovem ator recebeu sua primeira indicação ao Oscar neste ano, e já tem uma boa lista de filmes na sua cinematografia, dos mais variados: como um dos inventores do Facebook em “A Rede Social” (2010), ou como o Homem-Aranha em “O Espetacular Homem-Aranha” (2012), ou ainda como o jovem desalojado pela especulação imobiliária no intenso “99 Casas” (2014), e neste ano teve grande destaque também no novo filme de Martin Scorsese, “Silêncio” (2016)

  • Ryan Gosling (“La La Land: Cantando Estações”)

O bom ator, reconhecido pela sua polivalência da comédia ao mais elevado drama, chega neste ano à sua segunda indicação, sendo a primeira no indie “Half Nelson: Encurralados” (2016). Além destes filmes, podemos destacar outras atuações primorosas de Gosling, como em “Namorados para Sempre” (2010), “Drive” (2011), “A Garota Ideal” (2007) e “Dois Caras Legais (2016).

  • Viggo Mortensen (“Capitão Fantástico”)

O veterano ator chegou também à sua segunda indicação, sendo a primeira pelo excelente “Senhores do Crime” (2007), dirigido por David Cronenberg, onde interpretou um capataz da máfia russa. Além de outros bons filmes dirigidos por Cronenberg, como “Marcas da Violência” (2005) e “Um Método Perigoso” (2011), e na premiadíssima série de filmes de “O Senhor dos Anéis” (2001), onde ganhou popularidade, Mortensen fez outros bons filmes menores, com interpretações marcantes, como “A Estrada” (2009) e “Appaloosa — Uma Cidade Sem Lei” (2008).

  • Denzel Washington (“Cercas”)

O veterano e premiadíssimo ator chega à sua sétima indicação, tendo sido laureado em duas ocasiões, por “Tempo de Glória” (1989) e “Dia de Treinamento” (2001). Dentro de sua extensa e respeitável cinematografia, podemos destacar excelentes atuações, como em “Malcolm X” (1992), “O Gângster” (2007), “O Plano Perfeito” (2006), “O Vôo” (2012) e “Filadélfia” (1993), além de filmes menores como “Um Ato de Coragem” (2002) e “Chamas da Vingança” (2004).

MELHOR ATOR COADJUVANTE

  • Mahershala Ali (“Moonlight: Sob a Luz do Luar”)

O ator recebeu sua primeira indicação este ano, e é mais reconhecido em seus papéis na TV americana, nas séries “House of Cards” (2013) e “Luke Cage” (2016), ambas da Netflix. No cinema, poucos e pequenos papéis, como em “O Curioso Caso de Benjamin Button” (2008), “O Lugar Onde Tudo Termina” (2012) e no capítulo final da franquia “Jogos Vorazes” (2014).

  • Jeff Bridges (“A Qualquer Custo”)

O veterano ator recebeu sua sétima indicação ao Oscar, tendo vencido apenas uma vez por “Coração Louco” (2009). Um dos tradicionais protagonistas de filmes dos irmãos Coen, como o icônico “O Grande Lebowski” (1998) e o remake “Bravura Indômita” (2010), teve também grandes momentos em clássicos como “Tron — Uma Odisséia Eletrônica” (1982), “Starman — O Homem das Estrelas” (1984), em bons dramas como “Tucker — Um Homem e Seu Sonho” (1988), “Seabiscuit — Alma de Herói” (2003) e “O Pescador de Ilusões” (1991).

  • Lucas Hedges (“Manchester à Beira-Mar”)

O jovem ator recebeu sua primeira indicação em seu primeiro papel de algum destaque, antes disso sempre fez participações menores em sua fase mirim/adolescente em filmes de Wes Anderson, como “Moonrise Kingdom” (2012) e “O Grande Hotel Budapeste” (2014), ou no fraco “Refém da Paixão” (2013).

  • Dev Patel (“Lion: Uma jornada para casa”)

O jovem ator que surgiu com o oscarizado “Quem Quer Ser Milionário?” (2008) recebe, enfim, sua primeira indicação ao Oscar. Até aqui, após o filme que lhe deu destaque, teve boas participações em “O Exótico Hotel Marigold” (2011), “Chappie” (2015) e “O Homem que Viu o Infinito” (2015).

  • Michael Shannon (“Animais Noturnos”)

Este excelente e subestimado ator chega à sua segunda indicação ao Oscar, sendo a primeira como o vizinho problemático do casal em crise de “Foi Apenas um Sonho” (2008). Figura carimbada em todos os filmes da cinematografia do diretor Jeff Nichols, em “O Abrigo” (2011), “Amor Bandido” (2012), “Destino Especial” (2016) e “Loving” (2016), também é bastante reconhecido ao interpretar personagens perturbados, como em “Possuídos” (2006), vilões como em “O Homem de Aço” (2013) e “99 Casas” (2014), ou figuras controversas, como em “Elvis & Nixon” (2016)