463 que lembram 1964.

Parabéns pra cidade que “recebe”, “abriga”, mas não aceita, nordestino, pobre, barraco de maderit em área que antes de nada servia, que só se importa do rio pinheiros até o centro, que elegeu um prefeito nojento, que aos olhos dele tudo que vem do gueto, o pixo, o funk e os pobres é tudo grotesco, taca o jato cinza, faz foto aparecendo de uniforme pra mídia, varre dois centímetro e acha que o trabalho está bem feito, juntou com aquele lá, que governa a dor dos que sofrem na mão daquele servidor que veste uma farda que simboliza algo que desde a ditadura nada mudou , abusam do poder que nem abusam da vontade de nada fazer, desculpa mas hoje mais uma vez vou é manter o meu luto, e a vontade de lutar, de fazer que nem o mano brown já canso de fala “mostra pra esses cú comé que faz”.

Seguimos contra o fluxo, seguimos na luta.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Carlos Oliveira’s story.