Com Licença

Esse é o meu primeiro texto aqui no Medium, então, desculpa qualquer coisa. Sabe como é que que é, tô meio perdida, tímida, com medo de fazer alguma besteira, e de repente receber a ligação de um amigo mais conectado falando, “Meu, você tá louca? Você postou no lugar errado e agora vai ser banida do Medium por 4 meses!”.

Sim, acho que existe uma questão de autoestima a ser trabalhada aí, mas sério, todo mundo se sente meio perdido em um novo espaço, basta olhar o nosso primeiro tweet, o meu, por exemplo, diz tudo:

Preciso dizer que estou encantada por encontrar, e me encontrar, num lugar destinado a textos ❤. Já faz um tempo que ando achando estranho digitar www e pular de um site/blog para outro a fim de encontrar coisas interessantes para ler, e cá para nós, nada pode ser mais torturante do que entrar num portal de notícias buscando algo sobre um determinado assunto, e ler por tabela “Fulana mostra corpaço em Ipanema nesse último feriado.”.

Já separei as tags do meu interesse com muito amor, já selecionei os amigos queridos que quero ler, e desde ontem ando com o celular na mão lendo coisas interessantes que agregam no meu trabalho, na minha vida, no meu dia a dia. Devo estar atrasada por só ter entrado no Medium agora, mas não se preocupem já peguei gosto pela coisa, nos veremos bastante por aqui.

PS: Tenho certeza que daqui uns meses vou reler esse texto e sentir aquela pontinha de vergonha de quem só quis começar de algum jeito, tipo a nossa primeira foto no Instagram:

Nossa, que foto mais interessante…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.