Admiração adormecida

Eu quero que saiba, que a admiração não foi embora
Ela só adormeceu em meu colo
Foi para o paraíso das lembranças
Ao invés de estar no mausoléu das esperanças

Ainda sorrio lembrando teu sorriso
Ainda sonho lembrando seu olhar
Ainda desejo o dia de te beijar

Mas isso tudo ficou só guardado
Deixando o fluxo da vida passar
Se conformando em ficar por lá

Fica em mim sua gentileza
Sua destreza em falar comigo
Em me tornar teu amigo
Em me acalentar

Seus sonhos ainda me fazem brilhar os olhos
O modo como você vê a vida
E as várias verdades contidas
Em uma única alma

Sua alma bondosa hoje está mais longe
Mas saiba que mesmo tão longe
Você sempre terá aqui
Um ombro para chorar
Alguém para te escutar
Um amigo para contar

A ti agradeço por me deixar passar
Mesmo que de forma fugaz
Por sua vida fantástica
A qual irei observar

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.