O pior da realeza

O Brasil foi golpeado pela insegurança
Pela desavença, pela descrença nos sistema
Sistema que serve apenas aos sistemáticos
Aos poderosos, aos destemidos

Ao povo, nem resta o ovo
Resta apenas se render ao que lhe for imposto
Ao acordão que se faz presente de novo

Ao povo restam as migalhas
Restam seus corpos manipulando fornalhas
Organizando algazarras por seu mundo melhor
Só não sabe o povo que a algazarra não é pro seu mundo
É para o senhor do engenho
Brincar de manipular

A quem hoje estoura champanhe
Deixo minhas condolências ao seu vexame
Num dia como esse só resta a tristeza
De ver num país o pior da realeza
E mesmo assim viver mais um dia
Tentar mais uma alegria
Um suspiro de esperança

E não quero desanimar a criança
Mas de solução não vejo horizontes
Crie sua própria saída
Seja seu próprio gigante
Porque aqui meu caro, nessa vida
Não há herói empolgante

Like what you read? Give Palavras do Fisca a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.