Sinceridade arrependida

Ele sabia onde estava se metendo
Sabia que seria difícil conquistá-la
Somente com palavras, de longe
E sabia que não estava sozinho nessa corrida
Que muitos estariam na mesma jornada

Ele nunca foi um mestre na arte da sedução
Mas dessa vez ele acreditou que estava fazendo tudo certo
Lhe contou coisas sobre a vida, sobre o mundo
Sobre como ele pensa, como ele vê a sociedade
Sobre poesia, sobre o quão carinhoso ele pode ser

Mas mesmo assim ele errou,
Numa fatídica noite, foi sincero demais
As gotas de álcool que desceram sua garganta
Lhe fizeram soltar as palavras que ele não queria soltar

E ele a assustou, ela pode até fingir que não
Mas ele sabe que sim, sabe que tudo mudou
Que já não é a mesma conversa
Que não são as mesmas palavras

E ele só culpa a si mesmo, sabe que ela não pode fazer nada
A não ser continuar curtindo a vida dela
Do jeito que ela quiser

Ele vai continuar tentando
Mostrando que ele tem algo a oferecer
Que talvez os outros não tenham
Mas o dia já não é o mesmo
E ele ficará esperando, por um milagre, uma salvação
Pra viver o que ele achou que viveria

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.