Eu sou uma pessoa horrível.

Sou aquela pessoa que se você me disser algo, que eu não faço a minima questão de saber, eu irei te dizer:

“Minha querida pessoa, olhe bem nos meus olhos e escute: Eu não ligo. Eu não faço a mínima questão de saber disso. Eu CAGUEI pra isso.”

Mas não me leve a sério, porque nem eu faço isso!

Esse é o Chandler. Se você ainda não sabe quem é, que triste isso.

Eu sou o Chandler da vida real. Eu não vou te dar conselhos, mas se você tiver interesse em algum comentário sarcástico, estamos ai!

Eu nunca fui alguém que pensa nos outros antes de mim, ou que pensa o que os outros fariam por mim. Mano, sempre caguei pra isso. Sério. Acho que é por isso que é difícil demais eu me apegar a alguém ou algo. O principal fator disso é eu ter morado em vários lugares, e ter conhecido várias pessoas de todos os tipos.

Mas eu não sou aquele retardado que fica : “odeio pessoas blá blá blá, prefiro ficar sozinho blá blá blá, me, myself & i blá blá blá”.

Adoro pessoas. Não gosto de ficar sozinho. Interação e integração! UHULLL! Mas eu vou dizer aqui mais uma vez pra você não me levar a sério mesmo quando eu estou escrevendo sem nenhuma vírgula como agora tá e tem pessoas que tem um toc quanto a isso desculpa eu já disse que eu sou horrível.

Quando você não se leva a sério, você se torna mais feliz. As pessoas querem discutir com você, e tu dá risada. Você vê o outro lado da vida de bosta que você leva. Olhe para o espelho e diga tudo o que você acha que as outras pessoas deveriam falar para você. Mas não venha com elogios, XINGUE TODAS AS SUAS GERAÇÕES! SEJA O PRIMEIRO A TE ZOAR!

Isso me ajudou a criar um bom repertório de ofensas, e saiba que isso é muito útil.

Me tornei uma belíssima pessoa. Estou sempre sorrindo, sou o primeiro a me sacanear, até o sono fica melhor.

Eu sou uma pessoa horrível, e quando eu consegui admitir isso, me tornei uma pessoa melhor.

Não vou falar “Vista essa camisa!”, ou “ Vamos pra rua lutar pelas pessoas do mal que são julgadas pela sociedade!”. Seria engraçado. Mas não.

Façam o que vocês quiserem. Só não me levem a sério!

Não me encham o saco também, odeio isso.

AHHH, e se fosse fácil, ia se chamar Jhenifer, e não Vida.

Se você se chama Jhenifer, perdão. Eu deixei bem claro quem eu sou no título desta merda.