Como Vc Tá?

Foi o que você me perguntou depois que passou. 
Te respondi que ainda não tinha tido tempo pra perceber. 
Mas que to bem sim e você ? 
Eu não tava querendo conversar comigo pra saber. 
Ou menti pra você. 
E pra mim.
Tava seguindo meu caminho. 
Só que enganei o Waze dizendo pra ele que a sua rua tava interditada. 
Assim ele muda a rota que insistia em me fazer passar pela porta da sua casa e me fazer lembrar das horas e horas que passávamos conversando de madrugada, na volta de alguma ida, bêbados ou sóbrios mas quase sempre com sono. 
Sono que não era lá muito real porque a gente ficava no carro por horas e se esquecia do sono. 
Quando a gente esquece que ta com sono é porque o coração não quer dormir ou da pra esquecer do sono ? 
Lembra que nos assustávamos com o céu ganhando cor?
Não sei se você se assustava com as horas que passavam rápido ou com a minha cara de ontem. 
Prefiro acreditar no mais poético. 
Confesso que eu ficava com raiva do céu quando ele insistia em amanhecer me lembrando que eu tinha que partir. 
Partir significava te deixar. 
Sem previsão de reencontro. 
Nossas conversas me faziam esquecer de ligar o som do carro na volta pra casa. 
Aquelas conversas me faziam esperar o semáforo ficar verde as 6h da manha em um cruzamento completamente deserto e sem radar. 
Valia a pena trocar o dia pela noite.
Valia a pena trocar a noite por você. 
Eu sei que isso pode parecer esquisito mas eu tenho que te contar que eu gostava de sentir o cheiro da minha camiseta no dia seguinte. 
Eu não colocava para lavar de proposito. 
Tinha cheiro de ontem.
Tinha você misturada comigo. 
Tinha cheiro de nós.
Cheiro da noite que virava dia. 
Cheiro de quero te ver de novo. 
Cheiro de puta que pariu. 
Fudeu. 
Eu to cheirando minha camiseta.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.