Sobre a semana anterior e amigos virtuais de trabalho.

Dia comum de trabalho, acordo cedo após não ter dormido e pego aquele objeto pequeno que tira nossa mente de casa e nos coloca no lugar que quisermos. Digo bom dia para pessoas em que mal conheço mas que confio, sendo uma ótima forma de se opor amigavelmente perante a amigos virtuais de trabalho, é engraçado como pessoas que não temos contatos visuais durante o dia conseguem nos passar tanta confiança quanto aquele amigo que conhecemos durante tempo suficiente para abrirmos a geladeira ou emprestar nossa conta do/da Netflix(assim como do/da google, como preferir). Amigos virtuais de trabalho foi o nome que resolvi dar sem uma descrição plausível, afinal, o próprio nome dado funciona como um bom título para textos ruins encontrados enquanto bêbado durante a madrugada de domingo em que passamos horas pesquisando absolutamente nada e depois percebe cada linha desse texto esta cinco graus inclinada para direita.

A confusão foi presente durante toda a semana anterior, modificações em minha própria cabeça, namoro, pessoas e sentimentos foram constantes a cada momento, as vezes acho que definitivamente a vida prega uma peça na gente, há pessoas que aparecem sem dar nenhuma explicação e sem pestanejar desaparecem como se fosse qualquer água em estado gasoso durante aquela ventania antes de toda tempestade.

Sempre fui uma pessoa mais fraca para lacrimejar do que os outros ao meu redor, no caso uma parte sentimental mais frágil que deixava guardada para mim sendo coberta sempre pelo bom humor que trago comigo até hoje, apesar de ter um amor pelo meu trabalho tão solitário, as vezes me pergunto como uma pessoa tão sentimental consegue ter amor por algo feito totalmente através de um objeto inanimado carregado por uma energia que não são as mesas que percorrem um corpo que acabara de acordar após uma ótima noite de sono, talvez por todo esse sentimentalismo mórbido, frases que me foram ditas em horários de sentimentos tão frágeis, podem ter tido efeitos/gostos tão inexplicável quanto misturar sal e açúcar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.