O governo não está preocupado com você!

Os números da economia não mentem.

Desde o aprofundamento da crise econômica e politica no Brasil os números vem se deteriorando no país. E o que o atual governo esta fazendo para melhora-los? Nada!

Desde o inicio de 2015 quando os números ruins começaram a aparecer após a releição de 2014 o governo vem tentando se manter em pé. Hoje na pauta de Dilma Rousseff existe somente a CPMF para a “salvação” econômica. Já no campo politico ela tenta ainda se agarrar a uns poucos aliados para terminar seu mandato ate 2018.

As projeções econômicas não metem quanto a esse desastre.

Informações colhidas no site http://br.advfn.com/

O gráfico é claro: a derrocada do PIB e a elevação da inflação nos últimos anos. Segundo o PNAD a taxa de desemprego em 2015 fechou em 8,4% sendo o maior numero desde 2012 quando se iniciou a contagem. As projeções para esse ano seguem sombrias e a expectativa e de que feche em 11%.

Ainda no primeiro mandato da presidente já havia alertas da imprensa e de setores da economia sobre o que viria, ambos foram considerados inimigos da pátria. Quem se lembra do caso Sinara Polycarpo? . Em 2014 emitiu uma carta de alerta sobre a economia caso acontecesse a releição da presidente Dilma, e não é que ela acertou todas as suas três previsões que foram: a desvalorização do cambio, a alta dos juros e a queda dos índices da IBOVESPA.

Durante a gestão Lula os números da economia eram até que positivos, expansão de créditos para a população e outros meios de estimular o consumo, mas podemos ver que isso não deu certo. De acordo com a CNC (Confederação Nacional do Comercio) o numero de familias com dividas ou atrasos chegou a 20,9% no ano de 2015 comparado com 2014 houve uma alta de 8,4%. E os números em relação ao varejo seguem em queda brutal. Segundo matéria do Estadão as vendas do varejo caíram 10,3%, sendo maior queda desde 2001. O IBGE informa que todas as 8 atividades do varejo registraram quedas, mas os setores que mais sofreram foram os de moveis e eletrodomésticos.

Todos esses resultados mostram as trapalhadas da gestão econômica de Lula e Dilma nesses 13 anos.

Nesses últimos dias quando o Palácio do Planalto sofreu derrotas, os indicadores econômicos e o dólar mostraram bons resultados, deixando claro que, se Dilma sair através do Impeachment ou via TSE, a retomada será rápida.

O fim deste governo trará uma rápida saída para crise econômica, mas medidas duras como mudanças na previdência e entre outros são essenciais para o futuro de estabilidade econômica no país. Mas não quero apenas o fim do governo PT, e sim o fim da corrupção por parte de todos os políticos de todos os partidos. Mas antes à sociedade precisa mudar e corrigir seus erros também, afinal políticos são reflexos da sociedade por intermédio do voto.