sobre loucuras impostas pelo capitalismo

Com uma bebê de 1 mês em extrema dependência não só do leite produzido por mim, mas também do meu colinho, afeto e atenção, estava eu querendo estudar. Acontece que o bebê não quer saber dos seus compromissos, quando ele quer mamãe, ele quer mamãe e nem o Papa pode acalmá-lo, senão a mamãe.

Entre uma tentativa e outra de fazer o bebê dormir, pensei: “dorme logo, filha… Mamãe precisa estudar”, e de repente me senti incomodada pelo meu próprio pensamento. Como pode eu sentir que a minha filha de 1 mês, um ser humaninho gerado por mim e vindo a este mundão de Deus tão recentemente, a pessoinha que mais amo no mundo, amor esse cuja dimensão ultrapassa o meu próprio entendimento, pode estar me atrapalhando? A razão por eu ter que estudar, inclusive, é que preciso entregar os trabalhos na data, porque preciso me formar esse ano, porque preciso arrumar um emprego, porque preciso ganhar dinheiro, porque TCHARAM: preciso dar qualidade de vida para minha filha!

Ou seja, se tudo vem dela e para ela, como pode ela me atrapalhar? De maneira nenhuma. O que me atrapalha é a necessidade de um diploma pra ganhar um salário digno. O que me atrapalha são as tarefas longas e cansativas que os professores me passam com um prazo curtíssimo mesmo sabendo que eu cuido em tempo integral da minha filha recém-nascida. O que me atrapalha é a injustiça de não ter direito nenhum quando gestante por ser somente estagiária. O que me atrapalha é precisar voltar a trabalhar 3 meses após parir, porque viver custa tão caro que produzir está acima das nossas necessidades pessoais, acima da nossa família, nossos filhos, acima de tudo que amamos, acima de nós mesmos e nossas necessidades fisiológicas, psicológicas, sociais e afetivas. Quero ficar com meu bebê sem ter de me preocupar em produzir pelo menos até que ela complete os 6 meses e se alimente de frutinhas e sopinha, mas infelizmente isso não vai ser possível.

A maior loucura do capitalismo é ter que dedicar 5 dias ao lucro de outras pessoas e ter somente 2 para ser feliz com a família, amigos, ou com tudo e todos que amamos. Não sei como deixamos que o dinheiro e o mercado comandassem o mundo dessa maneira, só sei que não faz sentido pra mim.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated mamai da Maya’s story.