Os 10 passos da Mágica da arrumação

Está sem tempo pra ler o best-seller que vai colocar sua casa e sua vida em ordem? Eu resumo aqui =)

foto vivaessamoda.com.br

De acordo com Marie Kondo você é a(o) única(o) responsável pela bagunça que existe em seu espaço. A boa notícia é que ela criou um método para transformar a desordem em alegria e explica tudo em seu livro A mágica da arrumação.

A revolução no espaço físico é escolher o que fica e seu local de armazenamento. Depois, diariamente, você só vai precisar guardar objetos. Após seguir o método, você vai gastar menos tempo procurando o que quer, vai se arrumar mais rápido e vai observar o que falta em casa com mais clareza.

Vamos ao rito de passagem?

Chegou a hora de resgatar quem você realmente é e quais objetos refletem sua personalidade.

1. Inicie pela manhã, pode demorar mais do que você imagina

foto fabricadementes.com

De preferência comece sem música, você vai precisar se ouvir.

2. Imagine o espaço que quer ter e o estilo de vida que almeja

fonte deccoria.pl

Imagine os detalhes, por exemplo, da sua rotina dos sonhos ao chegar em casa. Reflita: Por que quero ter este estilo de vida? Por quê? O que estes sentimentos significam pra mim?

3. Comece por categoria de objetos, nunca por cômodo

foto ooat

Cada membro da família deve ter suas categorias de objetos individuais (camisas, bolsas, cosméticos, documentos etc). Nada de guardar todos os sapatos da família no mesmo lugar.

4. Observe o volume dos itens e o que há repetido e comece a descartar o que escolher

foto quiantella.it

Atenção — primeiro descarte e só depois de terminar de analisar a categoria inteira, comece a guardar os itens.

Ainda analisando a primeira categoria, coloque todos os objetos no chão e pegue cada coisa na mão por vez. Por exemplo, coloque todos seus livros no chão da sala e manuseie cada um para tomar a decisão. Reflita: “Isso me traz bons sentimentos? Isso me faz feliz?” Relembre de quando, como e onde comprou ou ganhou cada item. Aprenda a lição sobre o que não comprar novamente sobre as roupas e acessórios, por exemplo, que não lhe caem bem. Sinta gratidão pelos objetos que preencheram a satisfação da compra impulsiva e fique alerta na próxima vez.

5. Continua com problemas pra descartar? Observe o que estes objetos significam pra você

O que está te prendendo ao passado?
O que está te assustando sobre o futuro?

6. Após selecionar todos os itens da categoria, limpe, conserte e dobre

foto harddiskking

Guarde tudo o que for possível em pé, evite empilhar por exemplo, livros, camisetas, canetas. Assim será mais fácil achar o que precisa, retirar sem desorganizar e evitar estragar o item. Não há quantidade ideal do que manter, tudo varia de pessoa. Só você sabe da sua vida e da sua rotina.

Cada coisa tendo seu lugar específico é garantia que você só tem o que precisa

7. Esvazie sua bolsa pessoal todos os dias ao chegar em casa e destine cada item

Mantenha uma gaveta ou bandeja com o que usa todo dia (carteira, chaves etc) num local visível.

8. Tire etiquetas de loja de roupas e adesivos de caixas organizadoras

foto karenleao

Além da poluição visual, elas criam volume desnecessário.

9. Não compre nenhuma caixa até terminar toda a organização

foto storeeasy

É provável que você nem precise delas. Caixas de sapato são excelentes para organizar a casa.

10. Esconda o lixo de familiares e amigos para evitar julgamentos e interferências nas suas escolhas

foto lady-4-lady

A autora conta que o processo eficaz de organizar deve ser divertido — afinal é sobre a SUA vida, é a sua história — e assegura que feito uma vez o processo, nunca mais faz-se necessário repeti-lo.

Dicas valiosas:

  • Demonstre gratidão por seus objetos;
  • Separe o que está em bom estado para doar, vender ou dar de presente. Não empurre doação, pergunte se aceitam;
  • Doe, anuncie a venda, entregue presentes. TUDO o que é descarte deve ser destinado imediatamente.
Se arrependeu do que jogou fora? Use o tempo de chorar o arrependimento resolvendo o problema.

Deu vontade de ir às compras? Observe sentimentos: o que está te incomodando, o que está te levando a querer comprar e satisfazer este vazio? Faça algo, mude o foco do pensamento: dance, pedale, ligue para um amigo, vá à praia.

É hora de renovar. Quando você começa?

Leia a parte 2 deste artigo aqui

Publicado originalmente no LinkedIn