Aurora

Tanta coisa quer ser dita
debaixo do teu nariz
Tanta folha seca
caída
sem seiva da raiz

Se quiser que brote a vida
Ouve uma voz que te chama

Aduba-me, molha! É da terra pobre
que vem toda essa lama, mas também 
Poderão vir os frutos que te alimentam
Cuidando como Aurora
reanima o Sol rebento


#rascunho

Tanta coisa pra ser dita

e não diz

Tanta folha caída

seca

sem seiva

da raiz

O que fazer pra dar

o milagre da vida?

No altar

Só Sem terra sigo lama

alma derretida

Ateando fogo

no pomar

Quem quiser a erva fina

me aduba, me molha

Colhe os frutos

encolhidos

Tem seu filho concedido

no vislumbrar do Céu, do seu

amor

que me olha

Ora

Alvo-

rar

Altar-

ora

Autora

Aurora


Originally published at mygrowingarden.blogspot.com on August 14, 2016.