Dia a dia

Acho que a parte mais difícil de mudar a alimentação é adapta-la à sua dieta do dia a dia. E é também uma das partes mais interessantes, que vamos descobrindo o que gostamos, o que não gostamos, aprendendo mais sobre nós mesmas. Tem sido ótimo.

Para Comer
Banana Bread
Eu ainda não consigo desapegar do pão de manhã. Mas estou querendo testar outras receitas mais leves, então banana bread é uma opção para matar essa vontade. A receita clássica vai farinha e açúcar mas já que estaou em uma dieta low carb/no sugar achei duas opções, substituindo por farinha de amêndoas ou sem farinha. Dá para comer sem nada ou com manteiga de amendoim.
Com farinha de amêndoas: 2 bananas + 2 ovos + xylitol (se quiser) + 1/3 de xicara de manteiga (sugerem manteiga de amêndoas mas pode ser a comum) + extrato de baunilha + 2 xícaras farinha de amêndoas + 1 colher de chá de fermendo + pitada de sal + chips de chocolate meio amargo. Bata todos os ingredientes no liquidificador e depois adicione os chips e misture bem. Coloque em uma forma untada e asse de 35 a 45 minutos ou até um palito sair limpo.
Sem farinha: 6 ovos + 4 bananas + 10 nozes picadas + 4 colheres de sopa de óleo de coco (ou azeite) + canela a gosto + coco ralado a gosto. Bata os ovos com o óleo e depois adicione as bananas, canela e coco ralado. Mexa bem e adicione as nozes picadas ao final. Asse de 30 a 40 minutos ou até um palito sair limpo.

(foto do Pinterest)

Falafel (e salada)
Eu amo muito grão e bico, eu amo muito hommus e principalmente eu amo muito falafel. O dia que eu aprendi a fazer eu quase chorei de verdade. Fiz ele assado então ele não ficou tão firme, mas estava muito gostoso. A receita é da Bela Gil!
1 copo de grão de bico cozido + alho + ½ cebola picadinha + temperos a sua vontade (sal, pimenta do reino, cominho, salsinha, etc) + 1 colher de sopa de suco de limão + 4 colheres de sopa de azeite + 2 colheres de sopa de farinha de trigo (apenas se for fritar, assado não precisa!). Bata o grão de bico e o sal no processador e depois acrescente os outros ingredientes. Forme as bolinhas e asse por 30 minutos até ficarem dourados ou frite em óleo quente. Dá pra comer sozinho, com molho, com salada, como acompanhamento…

(falafel assado que eu fiz com arroz, batata doce e cenoura)

(frito com Hommus, foto do Pinterest)

Cookies integrais 
A receita de cookies é clássica: manteiga + açúcar + açúcar mascavo + ovo + farinha + chips de chocolate. Aí a gente faz o que quando não pode comer parte dos ingredientes? Adapta! Existem muitas opções de cookies saudáveis (até com pedacinhos de chocolate 70% pra matar a vontade!) que são boas opções para um lanchinho.
100g manteiga + xylitol ou açúcar fit (máximo 1 xícara) + 2,5 xicara de farinha integral (ou de amêndoas) + 2 ovos + fermento + 1,5 xicara aveia em flovos + castanhas e chocolate 70% picadinhos + canela. Junte os ovos, um a um, batendo bem. Adicione aos poucos a farinha, açúcar e fermento. Por fim coloque as castanhas, aveia e chocolate. Faça bolinha pequenas e bem espaçadas entre si e asse até ficarem dourados em fogo médio.

(foto do Pinterest)

Papillote de peixe
Acho que é o maior clássico de peixes em casa. O papillote ajuda a cozinhar bem o peixe, é mais difícil de passar o ponto e ele fica molhadinho e suculento. E dá para variar sempre os acompanhamentos, com diferentes legumes e temperos. Eu costumo assar o peixe por 20 minutos em forno médio-alto. Dois dos meus favoritos: salmão com limão siciliano e brócolis para acompanhar e peixe branco com tomate, abobrinha, manjericão e bastante azeite.

(papillote recém saído do forno e aberto)

(papillote de peixe branco com batata doce, cenoura, tomate cereja e cebola)

Para Ler
Eu amo o Nexo, separei algumas matérias deles que falam sobre comidas, para nos inspirar sempre ❤
Escolha o alimento pela estação e faça a melhor feira possível
O mapa interativo que mostra o mundo globalizado das comidas
Uma conversa sobre o guia alimentar e dietas equilibradas
Por que vale a pena comprar vegetais imperfeitos
5 livros para se iniciar na gastronomia por Bel Coelho

Para Assistir
Chef’s Table

O primeiro episódio da série é uma das coisas mais bonitas que eu já assisti de documentários. A série do netflix visita diversos grandes chefs mundiais para conversar sobre inspirações, pratos, histórias, etc e é lindo de se ver. Você passa o episódio com água na boca e admirando os trabalhos bonitos.

Para Ouvir
Something to Tell You — Haim

A gente supera Lorde para ficar viciada em mais um indie-pop feminino. C’est la vie.

Para Inspirar
Eu não sei vocês mas eu sou 200% a louca das roupas. Amo comprar roupa nova, vestir o que me faz bem. Capitalismo né mores. Esse ano estou tentando mudar minha consciência de consumo e a forma que eu penso “preciso ou quero”. Então, superando a Forever 21 do lado da faculdade, é um hábito massa começar a comprar as roupas em brechós. Um casaco que vale 250 na Zara eu comprei por R$30. Além de mais barato, reciclamos as roupas. Aqui tenho 3 brechós descoladex:

Brechó Rebajas
O Bem Amado
Reversa

Segue o baile, até a semana que vem!

texto publicado originalmente na Newsletter Caminito