Como fiz o intercâmbio para o Canadá

Cândido Sales Gomes
7 min readAug 18, 2019

--

O momento antes de embarcar

Olá pessoal, vou contar a minha experiência de como me mudei para o Canadá e como consegui a oferta de trabalho, dividida em duas partes.

Não posso garantir que minha experiência vai te habilitar a ter uma oferta ou visto de trabalho, o intuito desse artigo é apresentar uma noção de todo o processo e dos custos envolvidos até lá. De qualquer forma, se seu objetivo também é fazer um intercâmbio por conta própria ou trabalhar em outro país, desejo que este artigo possa ajudá-lo a se planejar melhor.

Ressaltar que segui todas as orientações que o Alejandro me passou. Trabalhei com ele em São Paulo e ele também fez o intercâmbio para o Canadá onde conseguiu uma oferta de emprego e o visto de trabalho. Ele se tornou uma referência para mim nesse percurso.

Primeiramente, antes de me mudar, fiz uma grande análise de qual país ou cidade seria melhor nesse processo inicial e escolhi Toronto pelos seguintes aspectos:

  • É uma cidade multicultural e multirracial, assim teria possibilidade de conhecer pessoas de diversos lugares, outros idiomas, sotaques, comportamentos, culinária, cultura, música e isso me fascina;
  • O dólar canadense é mais barato que o dólar americano, isso aumentaria meu poder de compra;
  • Toronto é um grande pólo de tecnologia, atualmente o Canadá possui uma demanda 3 vezes maior que os Estados Unidos para contratação de profissionais, além de possuir programas de incentivo à contratação promovido pelo Governo Canadense. Isso foi um ponto chave para a escolha da cidade, pois eu poderia participar de meetups para praticar o inglês e aumentar a rede de relacionamento.

Além disso, meu objetivo inicial era aprimorar minha comunicação em inglês, pois já havia adiado por alguns anos essa meta e perdi muitas oportunidades para trabalhar em outros países devido a essa deficiência.

Em Outubro de 2018, decidi junto com a minha esposa em investir e focar nessa jornada, assim começamos a planejar e percebemos que o melhor período para eu ir era em Abril de 2019 (final do inverno e início do verão em Toronto). Em seguida, conversei com meu CTO, Thiago Saldanha e expliquei sobre o plano. Ele me apoiou nesse objetivo de inicialmente passar 3 meses no Canadá para estudar inglês e em paralelo permanecer trabalhando remoto para a empresa que estava contratado, pois eu trabalhava como pessoa jurídica (não era CLT).

Como eu tinha 1 mês de férias acumulado, decidi tirá-lo no meu primeiro mês no Canadá. Esse instante foi muito decisivo, pois há 3 anos vinha acumulando uma reserva para investir nesse intercâmbio e tinha o apoio familiar e profissional para prosseguir, percebi que era o momento para começar.

Visto Americano e ETA

O Alejandro me recomendou a tirar inicialmente o Visto Americano e em seguida o ETA, pois eu poderia encontrar passagens mais baratas com escala nos EUAs e como Toronto é perto de New York eu poderia aproveitar essa oportunidade para visitá-la.

O ETA é um visto express que tem a mesma importância que o visto de turismo canadense, e você pode solicitá-lo quando possui o visto americano previamente. O processo é simplificado, paguei apenas CAD 7 e você pode fazê-lo todo pelo site, após o processo on-line você recebe em seu e-mail o número do ETA.

Para o processo do Visto Americano eu fiz sozinho, o meu e da minha esposa, não fiz por meio de agência. Para preencher o formulário DS160 eu segui esses dois links: vistorapido, embaixada. Coloque seus dados com muita atenção e revise todo o formulário antes de submeter para aplicação. Relembre todas as respostas que você colocou no formulário, pois você será questionado sobre elas pelo oficial da embaixada.

Para o agendamento da aplicação você faz nesse site. A taxa de solicitação foi de US$ 160 (aproximadamente R$ 539). A minha aplicação foi feita neste local em São Paulo. No dia da aplicação agende para o horário mais cedo e tente chegar o mais cedo possível, pois a fila é enorme, principalmente nos períodos de junho/julho e nos meses antes do final de ano. Se você chegar atrasado, a possibilidade de ficar nervoso ou ansioso é maior enquanto você espera na fila.

Dica: Um ponto importante no formulário é você declarar que seu idioma é Português. Se você tiver bastante confiança em seu inglês, você pode colocar, mas saiba que o oficial irá te fazer perguntas em inglês.

Algumas perguntas que o oficial fará para você são relacionadas as respostas que você preencheu no formulário. Aqui são alguns exemplos:

  • O que você vai fazer nos EUA?
  • Para onde você está indo (cidade)?
  • O que você vai fazer lá?
  • Quanto tempo você vai ficar?

Dica: Seja objetivo nas respostas e não demonstre insegurança.

Depois de um tempo de espera, a primeira conquista alcançada, visto americano e ETA! Próximo passo, escolher a escola de inglês em Toronto.

Escola de inglês

Analisei várias escolas e estava em procura de uma que seja:

  • Flexível: eu posso escolher quais tipos de aulas (speaking, listening, grammar, pronunciation, writing, reading, vocabulary, business e etc) eu quero aprimorar mais e quais professores;
  • Pagar mensalmente: em caso de algum imprevisto financeiro eu poderia deixar de pagar um mês e continuar no próximo;
  • Não precisar comprar material como livros e apostilas;
  • Bom custo benefício;
  • Atividades extraclasse, como visitar parques, museus, aulas de pintura e etc.

Baseado nesses aspectos, o Alejandro me recomendou a Hansa, é uma escola de idiomas tradicional em Toronto que foi a solução perfeita para meu caso. A escola possui a flexibilidade que eu queria, em cada aula os professores nos fornecem o material para cada aluno e ela possui diferentes atividades extraclasse a cada mês.

Fiz minha matrícula em Novembro/2018, assim aproveitei a tabela de preços de 2018 (mais barata), para 15 semanas de inglês, com 4 horas aula por dia, começando em 15/Abril/2019 até 26/Julho/2019. Os valores foram estes:

  • Registration Fee: CAD $100
  • Tuition Fee: CAD $2,875

Escolhi por meio da Hansa ficar no meu primeiro mês em homestay family, assim não precisaria me preocupar com alimentação e eles poderiam me orientar melhor sobre a cidade, transporte público, a cultura canadense e a possibilidade de treinar o inglês em casa. Tive que pagar mais CAD $1.050 por 1 mês de homestay.

No total foi CAD $4025 (aproximadamente a R$ 11.350 — valor do dólar canadense R$ 2,82 em novembro/2018). Quando vi esse valor, doeu meu coração, pois é um valor extremamente alto, mas como eu havia feito uma boa reserva foquei nas boas possibilidades que o inglês pode oferecer para minha vida, isso é um investimento para a vida.

Fiz o processo de matrícula toda por e-mail com a Hansa, sem precisar de agência intermediando.

Próximo passo, passagem aérea.

Passagem de ida e volta

Comprei a passagem em Novembro pela AirCanada e usei o Google Flights e Skyscanner para análise de preço, com a ida no dia 10/Abril/2019 e o retorno em 14/Agosto/2019 (aproximadamente 4 meses) no valor de $995.59 (aproximadamente a R$ 2.787,65 — valor do dólar canadense R$ 2,82 em novembro/2018). Esse foi um bom valor pois comprei com 6 meses de antecedência e a ida não é no período do verão em Toronto.

Enquanto esperava o dia da viagem…

Aproveitei esse intervalo de 4 meses (Dez/2018 até Mar/2019) para melhorar o inglês e fiz o curso do Mairo Vergara, onde o custo benefício foi muito bom para meu caso e eu consegui assistir as aulas em qualquer horário.

Além disso eu escutava podcasts, exercitava em aplicativos, colocava legenda em inglês nos vídeos que assistia. Tentava todos os dias utilizar as ferramentas e balancear com minha rotina.

Aproveitei também para adiantar alguns documentos como:

Seguro Saúde:

Procuração para alguém resolver os seus assuntos no seu país (Valores de SP — 07/03/2019);

  • Ao Oficial/Tabelião: R$ 134,95
  • Ao Estado: R$ 38,35
  • A Carteira Prev.: R$ 26,24
  • Ministério Público: R$ 6,48
  • Fundo LEI 10.199/98: R$ 7,10
  • Tribunal de Justiça: R$ 9,26
  • Santa Casa: R$ 1,35
  • ISS: R$ 2,88
  • Desp.Autorizadas: R$ 0,00
  • Total: R$ 226,61

Vacina contra febre amarela:

Carteira de motorista internacional:

  • Se você for de São Paulo solicite o PID neste link;
  • Total: R$ 291,83 + R$ 11,00 (correios)

Juramentar documentos:

  • Fiz pela Korn Traduções;
  • Certidão de casamento;
  • Certificado de graduação/pós;
  • Histórico de graduação/pós;
  • Comprovante de ensino médio (até o momento não foi necessário em nenhum processo, mas fiz por precaução);
  • Histórico de ensino médio (até o momento não foi necessário em nenhum processo, mas fiz por precaução);
  • OBS: Não esquecer de pedir para eles autenticarem a assinatura do tradutor;
  • Total: R$ 500,00

Você deve está se perguntando por que fiz toda essa preparação, como estava indo para um outro país para estudar inglês refleti que eu poderia aproveitar esse tempo para me arriscar e tentar ofertas de emprego em Toronto ou no Canadá como uma forma de exercitar meu inglês em entrevistas e se caso recebesse uma oferta, já estava previamente preparado para essa mudança.

Sobre a decisão de procurar emprego foi decidido em conjunto com minha esposa, pois é um sonho nosso de morar em outro país.

Em resumo, até agora foi investido o valor de:

  • Visto Americano: $160 — R$ 539;
  • ETA: CAD 7 — R$ 19,74
  • Escola de inglês (15/semanas / 4h/dia) + Homestay por 1 mês: CAD 4025 — R$ 11.350;
  • Passagens: CAD 995.59 — R$ 2.787,65;
  • Seguro saúde: R$ 2.784,26;
  • Procuração: R$ 226,61
  • Carteira internacional de motorista: R$ 302,83
  • Juramentar documentos: R$ 500

Total do investimento aproximado: R$ 18.510,09

Ressaltar, que ainda faltam os custos de alimentação, transporte e moradia para viver em Toronto.

Como eu morava em São Paulo não tive custos com transporte até a cidade, isso tornou o processo mais conveniente e menos custoso.

Até aqui, foi fundamental o apoio da minha esposa (Evilanne), Alejandro e Saldanha. Eu sou eternamente grato!

Continuo no próximo artigo sobre como me preparei para conseguir a oferta de emprego e explicar a participação essencial da VanHack neste processo.

Obrigado Evilanne Brandão, Felipe Raiz, José Lins e Victor Hugo pela revisão do texto. 😃

--

--