Essa Merda Aqui

Eu somente não sei. Cansei disso aqui. Quero fugir e sumir, morar numa praia longe daqui e ceis nunca mais vão ouvir falar de mim.

Eu queria escrever uma letra decente mas só consegui essa merda aqui. Sou uma bomba relógio pronta pra explodir.

O meu sonho? Meu sonho é andar de long, shortinho e batom no calçadão da praia. E ser tão grande quanto sheng long com meu radinho, ouvindo o som do batidão e sair usando minha saia. Sair beijando todo mundo e me livrar desse destino imundo que colocaram pra mim e aqui no caralho dessa rua até o céu tem cor de marfim.

Vou sair no mundão e virar poeta, aproveitar que minha mãe deixou a porta aberta pra eu voar mais intenso e pesado que o ar. Vou me divertir lá pra São Luiz ou Senhor do Bonfim, sei lá. Oxalá eu consigo tudo que eu quero. Só basta eu ser sincero aqui dentro do meu peito e não ligar pro que falam a meu respeito.

Dar um barraco e se livrar dessa vida de carrasco. Bebida e churrasco em tempos de golpe é privilegio, a rua ensina o que não se aprende no colégio.

Então, Tia Má, vem cá e me ajuda antes que eu dê uma bicuda nessa vida! Aliás, ninguém liga pra mim, pra você, minha amiga. Então vamo meter o loco porque o tempo que nos resta é tão pouco. Essa falta de voz me deixou rouco pra cantar, dançar e me divertir. Eu quero curtir, mano, curtir. E a vida vai me servir e eu a ela. A vida não é cadela, ela é bela. Sou vagabundo mas me inspiro em Mandela e Kinte e que Dandara me dê forças em tudo o que eu for fazer porque eu não sei, eu me cansei disso aqui.

Like what you read? Give Meu Cantinho a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.