18:13 novamente

Não estou satisfeito em estar onde estou.

Não falo o que quero dizer.

Não faço o que eu realmente queria fazer.

Eu não posso ser eu, por motivo que desconheço,

Ninguém se quer pergunta onde vou e como estou,

Ninguém se importa se eu corro por onde deveria estar andando;

Sinto que essa realidade não me pertence mais,

E que os iguais a mim já se foram,

Ou nunca existiram;

Tenho tentado ter animo para andar,

Ou viver em si,

Mais não consigo sair de meu coma,

mental;

Cansado demais de tudo.

Cansado demais de mim.

Like what you read? Give João e o pé de feijão a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.