Futebol capixaba assume protagonismo em noite do CINEfoot

A luta de um dirigente em busca de patrocínio, a trajetória do clube mais antigo do estado no ano do seu centenário e o fanatismo de torcedores que são minorias mesmo jogando em casa. Coadjuvante no cenário nacional, o futebol capixaba será protagonista neste sábado, na penúltima noite da mostra CINEfoot, maior festival de cinema sobre futebol da América Latina. A mostra acontece no Cine Metropolis, na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

O Espírito Santo Futebol Clube é o primeiro a entrar em cena. Produzido por André Ehrlich e Lucas Vetekesky, o documentário mostra o clube em seu difícil início, antes do sucesso de 2015, quando foi campeão da Copa ES e da Série B do Capixabão. O filme acompanha a saga do então dirigente Cacá Stiebler para viabilizar seu time, que sofreu no Estadual de 2012 e escapou do rebaixamento na última rodada.

O Vitória Futebol Clube será o protagonista logo em seguida. Os diretores Vitor Graize e Igor Pontini mostram no documentário de 28 minutos os bastidores do Alvianil em 2012, ano de seu centenário. Naquela temporada, o clube de Bento Ferreira driblou todas as dificuldades e conseguiu chegar até a semifinal do Capixabão.

A penúltima noite do CINEfoot é encerrada com uma grande homenagem aos torcedores capixabas. Ou melhor, aos torcedores dos times capixabas. O documentário de Diego de Jesus acompanha o fanatismo e a luta de torcedores de Rio Branco e Desportiva em um estado onde a maioria da população torce para clubes do Rio de Janeiro.

Os filmes que retratam o futebol capixaba serão exibidos na mostra “Jogando em Casa”, que começa às 20h. Também serão exibidos filmes nacionais, a partir das 19h: “Fanáticos”, “Gaúchos Canarinhos”, “Porque Há Coisas Que Nunca São Esquecidas”, “Geral” e “Fanáticos — Liga Dos Torcedores”,

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Capixaba FC’s story.