o telefone levou 75 anos pra chegar a 50 milhões de pessoas; o rádio, 38 anos; a televisão, 13; a internet, 4; o iPhone, 3; o Instagram, 2 anos; o Angry Birds, 35 dias e o Pokémon, 15 dias.

IoT, big data, 3D, realidade aumentada e IA. a ficção científica vira realidade.

a geração futura (2010 em diante) dificilmente saberá o que é um boleto, um cartão de crédito, um dicionário e uma sala de aula.

Patrick Dixon, diz que o futuro será:

✏️ fast: onde as mudanças acontecem do dia pra noite;

✏️ urban: crescimento desmesurado das cidades pelas oportunidades, desafios, poder de compra e oferta;

✏️ tribal: abandono da segmentação geográfica em busca de comportamentos tribais. busca de empresas da mesma tribo.

✏️ universal: a conexão aproximará culturas e pessoas ainda mais.

✏️radical: maior desafio do status quo, mais risco e mais pensar fora da caixa.

✏️ ethical: relações pessoais e comerciais baseadas no respeito às pessoas, ao planeta e aos vários agentes no mercado.

e então, temos preparado nossas empresas, nossas carreiras e nossas vidas pro ~futuro?

disrupção à vista. corramos pra desconstruir conceitos, opiniões, certezas e inclusive alguns conhecimentos ~absolutos.

a revolução já começou. e o começo, claro, está só começando.