O Ano que é Seu

Nada de promessas impossíveis ou sonhos arrebatadores. A passagem de ano nada mais é do que continuidade, transição, fluxo. É a criação humana para olharmos pra trás, pra frente e principalmente pra dentro. É a sabedoria humana que fala mais alto, pede por renovação e reciclagem. Anseia pelo olhar para o outro, por um gesto, sorriso ou abraço. Um fazer bem despojado e desinteressado.

E assim transicionamos e talvez algumas das formas de conexão nos faça voar mais leves e decididos. E como conselho, nem de graça, aqui vão algumas sugestões que talvez faça sentido pra você como fizeram pra mim.

1. Mande uma Mensagem Especial

Nada de compartilhar uma mensagem ou pensamento que recebeu em um grupo. Atinja uns poucos com um e-mail agradecendo, mostrando o quanto aquela pessoa foi importante pra você no ano. Ser pessoal é estar próximo.

2. Surpreenda

Que tal preparar um almoço, jantar ou café da manhã especial. Pode ser para os amigos, família, equipe. A ideia é congregar e compartilhar com generosidade, mostrando que você realmente se importa.

3. Ligue

Em tempos de mensagens no WhatsApp, Face e mídias sociais, nada mais pessoal e surpreendente do que uma ligação descompromissada de um amigo. Hoje recebi uma e me tocou profundamente. Faça-se próximo de maneiras inesperadas.

4. Diga NÃO às Listas

Nós criamos nossas próprias armadilhas. Nada de listas e planos para 2016 que sabemos não sairão do papel, mas nos deixam com um tremendo sentimento de culpa. A hora é de pegar apenas UM velho projeto e fazer algo a respeito. Não é criar o novo mirabolante. É buscar FAZER aquilo que faz sentido e que você vem postergando. É dizer SIM ao seu entusiasmo e paixões. É deixar de lado o medo e dar asas ao que te move. O impossível é sempre possível. A medida é sempre o primeiro passo que damos.

E assim seguimos na transição para mais um ano. Pense em continuidade e não rupturas para que 2016 seja ainda mais intenso e emocionante do que o que já passou. Olhe pra trás, pra frente, pros lados e dentro e construa o que você é e o que quer ser. Sem amarras. Um 2016 seu.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Carla Arena’s story.