Como você vê?

A expressão “são seus olhos”, que costumamos usar quando recebemos algum cumprimento, também poderia ser usada quando recebemos algum insulto.

Hoje acordei assim, olhando rápido e vendo mal. Também às vezes tenho sido mal vista. Diante de quem me vê mal, eu tenho confirmado sistematicamente sua impressão. “Você sempre faz isso errado.” E lá estou eu para provar que sim, na próxima oportunidade. Com quem vê minha brutalidade, ah como posso ser bruta! É quase irresistível.

Então li o artigo em que Dominic fala de respeito: “Respect,” he says, means to look twice. “Re” means that something will happen again or will return. “Spect” means to see. “Spectator” and “spectacular” also come from the Latin spectare which means to see, view, watch or behold.

E lembrei do Sr Rodolfo, que uma vez me disse: se você soubesse latim, Tutu, você veria que há certas regras que se fossem respeitadas, haveriam de ser descumpridas.

E do pai (ou era o avô?) da Bia, que dizia: “Você não tem contemplação.”

Olhar de novo é sempre olhar com outros olhos. Não é apenas a imagem que muda quando olhamos de novo. Não somos separados por uma fronteira impermeável. O que vemos também muda ao ser visto.

Enigma, pergunta-lente para mudar o mundo: como você vê?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.