O último mês

Neste fim de semana, assisti um filme, sobre noivas é claro, que a cerimonialista falava o seguinte: ‘O último mês que antecede o casamento é o mais difícil para os casais, é neste mês que se descobre a parceria entre eles ou que aparecem as diferenças’. E eu tenho visto que isso é totalmente verdade. A ansiedade chegou e com ela o meu desespero em ver tudo pronto, mesmo que eu saiba que no fundo tudo vai dar certo, não tem como avisarmos isso a ansiedade. Com esse desespero chega o mau- humor e, a falta de paciência: faz isso, vê as músicas, o que está faltando, e o que está pronto… É um monte de detalhes que surgem que a gente nem imaginava. E, entre o casal, posso dizer que por horas vejo no meu noivo a paciência e compreensão dele comigo, por outras, vejo no seu olhar o quanto eu tenho o deixado “louco”. Mas, estamos aqui, e seguindo em direção a nossa vida de casados.

Logo teremos nossos costumes, nossas manias, nossa casa, nosso estilo e nossa vida a dois. Sei que nem sempre será um mar de rosas, mas com dedicação de ambas as partes tudo se ajeita. Além desse mês ser uma ‘prova de amor’ é também um mês de pensar na vida. Lembrar os motivos que te fizeram tomar essa decisão de dividir a vida com alguém, e pensar no que seria você sem essa pessoa. É um mês tenso. Mês de escolhas, onde uma escolha errada ficará para sempre, começando na cor da fita que você vai usar nas ‘Lágrimas de Alegria’ até a cor dos buquês que serão jogados para as solteiras. É gente, são muitas cores para escolher…E assim como nos detalhes precisamos escolher a cor que vai lembrar esse último mês, e precisamos escolher uma cor boa, pois mesmo que mês que vem essas cores mudem, as cores escolhidas antes, vão refletir por algum tempo nos meses seguintes. Então, mesmo com toda a sua alma gritando para você explodir, escolha a paz e a paciência, pois é isso que é o amor.

Lembrar que estamos casando e não divorciando, estamos plantando sementes para a eternidade e não momentâneas, estamos nos preparando para vivermos em harmonia com a pessoa escolhida. Esse estresse todo vai passar. E mesmo sendo difícil de dizer, pois também estou vivendo isso, posso dar um conselho, nada como respirar fundo e pensar ‘isso vai passar’.

Escolhas precisam ser feitas e uma coisa é certa “o último mês marcará seus próximos meses”.

Que cor você escolhe?