O tempo passa. A vida nos pede, nos provoca e no final, nos empurra a aceitar as mudanças que precisam acontecer. Nem sempre queremos isto ou aquilo, mas uma voz nos diz que precisamos. (E sim, precisamos.)
É preciso crescer, olhar pra frente e pra cima, mesmo que com os olhos marejados. Olhar para trás nunca mostra o que o mundo tem a ofertar, mas me permitam fazê-lo de vez em quando, meu passado é tão cheio de boas lembranças. O tanto que amei, que me afoguei em lágrimas de alegria e esqueci de tudo em risadas demoradas, não posso fingir que nunca aconteceu pois eu estava lá. Vi os melhores sentimentos em forma de humanos diversificados, de todas as cores, de todos os jeitos, todos os sabores. Isso me confunde quando penso em realmente seguir em frente, tem que ter coragem o suficiente para procurar novamente, e novamente, repetidamente, a felicidade.
E são tantos os motivos para ir, temos que ir, vamos, vamos juntos, até irmos separados, e juntos novamente, até o fim, para o fim, para mim, você nunca será esquecido, esquecimento maldito, porque me roubou minha melhor memória? Vá em paz, meu amor, que eu também me vou. Acabou.

— ao menos aconteceu.