Hoje não tem texto.

Hoje não tem folhas rasuradas.
Textos revisados.

Hoje falta luz,
E escuridão.

Aonde quer que esteja, esteja bem
Aonde quer que exista essa nova vida
Que ela te conforte bem.

A morte dói.
Pra quem fica.
Pra quem vai.
Alivia.

Não se imagina,
Só se permite voar.

Hoje não tem texto pra fora,
Mas tem muitas palavras aqui dentro.

Você partiu sem ouvi-las,
E em mim ficaram engasgadas.

Até eu te reencontrar, seja lá onde for.

Like what you read? Give Carlos Ferreira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.