Professor Ramalhete, alguma possibilidade de fazer um texto mais detalhado sobre a Contra Reforma…
Patrício Carlos
1

Estou escrevendo um livro de história alternativa em que Lutero era disléxico, e por isso não nem há “Reforma” nem “Contra-reforma”. Mas é importante ter em mente que ver de 500 anos depois, sem estar no calor do momento, sempre há de nos tornar mais facilmente críticos. Estar lá e fazer o que é certo é que é difícil, como percebemos em relação às conseqüências diretas & indiretas do CVII em nossos dias. Mas ano que vem, dados os 500 anos de início da desgraça protestante, certamente escreverei mais sobre o assunto.