João, o Maestro: um longa-metragem inspirador

Neste dia 19 de Julho, o CIEE do Itaim Bibi teve a honra de ser o primeiro local onde o filme João, o Maestro, com direção de Mauro Lima, foi mostrado ao público. O filme conta a trajetória de vida do maestro e pianista João Carlos Martins, que tem seu trabalho reconhecido mundialmente — principalmente em suas gravações das obras de Bach.

A arte de João Carlos Martins já é brilhante por si só, porém, ao descobrir sua história de vida e sua paixão pela música, sua obra parece ganhar ainda mais brilho. Ele é do tipo que não se entrega — e que transmite toda essa gana a cada interpretação ou regência. Eu que não entendo absolutamente nada de música clássica, fiquei tão impressionada que nesse exato momento estou ouvindo Bach. O filme é excelente, uma inspiração.

O maestro nasceu em São Paulo, em 1940. Logo cedo, incentivado pelos pais, mostrou-se um prodígio no piano — através de muito talento, mas também, muito treino. No auge de sua carreira internacional, sofre um acidente que o impede de tocar. À partir daí, João Carlos Martins (interpretado em três fases pelos atores Davi Campolongo, Rodrigo Pandolfo e Alexandre Nero) se reinventa a cada momento através de uma verdadeira paixão pela música.

O lançamento nacional está marcado para o dia 17 de Agosto e vale muito a pena conhecer a vida e a obra de um artista inspirador que com certeza é um dos heróis da música brasileira.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.