O dia em que o amor veio

foi numa manhã de céu cinza.

Naquele dia em que,

ollhando-se no espelho,

a menina mulher viu toda a beleza do mundo

do jeitinho que ela é

viu beleza

nas sardinhas irregulares,

nos cabelos desgrenhados,

até naquela pancinha adquirida nos momentos etílicos,

no sorriso torto.

Coisa mais bonita é esse tal de amor próprio.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.