Carta para o meu futuro amor

[As Cartas que não Publiquei]

Oi moço, como vai? Não sei se já nos conhecemos ou se você está no meu futuro. Sei que pode parecer um pouco estranho eu estar escrevendo para o futuro, mas é que eu tô um pouco cansada, sabe? É, cansada desses carinhas bombadinhos, desses amores de aplicativos e das noites vazias que tenho passado, mesmo que acompanhada. Então eu quero dizer algumas coisas para você, que ganhou a chance de me conhecer além do meu batom vermelho.

Sabe, moço, não sou uma pessoa fácil de lidar, mas também não sou um bicho de sete cabeças. É que as pessoas que me acham complicada são pessoas rasas, que não conseguem enxergar muito além do seu próprio umbigo. Sou uma pessoa que gosta de liberdade, de sair com as amigas, de ir pra uma balada muito de vez em quando e de tomar um cervejinha a dois em casa na sexta. Gosto de me sentir pertencente a um lugar, de preferência a sua vida. Me faz feliz sentir que estamos juntos, mas sem dependência. Já dizia o poeta: “quando vira nó, já deixou de ser laço”.

Posso parecer meio louca com essa coisa de astrologia, mas é que eu realmente acredito que meu signo vai combinar com o seu ou mesmo se não combinar, eu juro que sempre vou me esforçar para que as diferenças não atrapalhem a história que temos para viver. É, você vai perceber que eu sou uma pessoa que se esforça (e muito) para dar certo. Posso parecer meio brigona, mas acredite, é pura cena.

Não sou a pessoa mais ativa do mundo, mas me esforço para não cair no tédio, no ócio. Mas talvez eu te chame pra fazer uma trilha, porque não importa o programa, a minha felicidade será estar ao seu lado.

Moço, eu adoro comer, mas minhas habilidades culinárias não são dignas de Master Chef. Eu até arranho na cozinha, mas só gosto de ir pra lá quando não tenho obrigação. Cozinhaterapia, sacou? Vou ter o maior prazer em cozinhar pra você, mas não serei Amélia. JAMÉ!

Você deve saber disso tudo. Vai saber também que gosto de carinho, quer arrepio com um cheiro no cangote, do que gosto ou não na cama. Vai conhecer cada centímetro do meu corpo — e da minha alma. Me conhecer bem vai além de saber que minha cor predileta é vermelho, que banco a culta, mas adoro um pagode. Vai além de saber que minha flor favorita é aquela com nome difícil de pronunciar e que sou viciada em Disney e animação. Você precisa ver o lado frágil dessa pessoa que todo mundo vê como forte, o lado delicado e doce dessa ogra. Espero que você queira ficar para além de um café. Mas me conhecendo melhor, você será um louco se quiser ficar para a vida.