A verdade é que eles não sabem nada sobre você

deixe que eles digam o que quiserem dizer

afinal de contas, eles não conhecem você.

eles não sabem que o seu coração já foi partido dezenas de vezes

que você aprendeu a apreciar as marcas na pele que costumava odiar

que gosta de abraços que demoram

que não aceita mais metade — ou é tudo, ou é nada

que tem medo do escuro às vezes

que acha os seus olhos a parte mais bonita do seu corpo inteirinho

que olha muito pra cima porque ver a infinitude do céu te ajuda a redimensionar as coisas aqui embaixo

que o seu maior sonho é se casar durante o outono

que já cansou de chorar por homens que não valiam as suas lágrimas e não mereciam o seu apreço

que aguarda ansiosa pelo momento em que a agonia no peito irá cessar

que quer ser ouvida — em alto e bom tom — colocando para fora todas as coisas que nunca teve coragem de dizer sobre si mesma

ou porque não as achava importantes

ou porque também não se conhecia.

então, só por enquanto, deixe que eles pensem o que quiserem pensar sobre ti… você se conhece, eles não.

quando te notaram pela primeira vez você era muda, mas agora desabrocha em flor.