Eu por ELAS

Por hoje chega, não tem volta não tem tempo

Não a toque sem o seu consetimento

Seja uma, seja duas, seja três

Tentativa de estupro não tem vez

E meu amigo acredite não é culpa dela

Nem da roupa, da bebida ou da “trela”

A sociedade tem mania de julgar

A vítima que perde até o direito de falar

Não importa a postagem ou a foto

Liberdade de expressão é bom e eu gosto

Ela não pediu e nem fez por merecer

Nenhum abuso acontece “sem querer”

Pois bem então preste atenção

Feminista não quer dar “discursão”

Quero a voz que é minha por direito

Sou ser humano, tenho coração no peito

Queria ver se macho fosse incomodado

Com “fiu-fiu”, “ô lá em casa” e menor salário

Bonitão afinal ele seria.

Em um vídeo com 33 mulheres na “ousadia”

Já ela é xingada, humilhada e descuidada

Na realidade machista escancarada

E se fosse sua filha, irmã ou namorada?

Será que ainda haveria espaço pra piada?

Então partiu parar de ignorar

Essa cultura que banaliza o “estuprar”

Ensine o menino a se conter

Cookie pra macho eu já cansei de ver

Todas por elas

Elas por você

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.