Angústia

Descobri que minha juventude não está sendo como planejei. Não sei se a crise dos vinte e poucos bateu, mas foi isso que descobri. Tenho 21 e não estou nem perto do meu emprego dos sonhos e nem do meu carro e minha casa dos sonhos. Nem a faculdade que eu pensei que seria um sonho, é.

A vida é diferente do que meus pais desenharam pra mim — estude, trabalhe, namore, vai casar e tenha uns dois filhos porque um precisa fazer companhia pro outro — não. Não é bem assim que a vida acontece, no meio do caminho existem outras vontades; e não que hoje eu não pense em ter tudo isso um dia, mas as coisas não precisam ser assim, no tal determinado tempo certo.

Às vezes eu gostaria de poder voltar alguns anos pra tentar acertar mais e apagar algumas certezas, mas não dá. Então acho que o melhor a fazer é seguir em frente; seguir e aprender que nada vem pronto e que é preciso viver consciente sobre nossos erros e acertos.

Tudo é feito de fases e um dia eu sei que essa vai acabar. E embora ser jovem não seja tão glamouroso quanto imaginei, sei que precisamos ter otimismo suficiente pra enxergar o lado colorido da vida. É difícil, mas juro que estou tentando.

Like what you read? Give Angela Caroline a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.