Cons-ta-ta-ção

Li a respeito e vi que toda constatação é subjetiva, porque a averiguação de um fato é "real" apenas em nossas mentes, mas nesse caso, o fato é real, em meu coração.
Eu nunca sei como falar certas coisas, sou toda atrapalhada. Falo, falo, falo e acabo não dizendo nada. Por isso, escrevo.
Muitas vezes tenho vontade de escrever todos os teus detalhes, pedacinho a pedacinho. Descrever você com toda a luz que transmite. Você ilumina. Ilumina aqui dentro e lá fora. Tu é luz.
A cada gesto de carinho, a cada toque com leveza, a cada palavra com amor, a minha gratidão. Gratidão por ser exatamente como és.
Uma das coisas mais encantadoras em você, é o seu coração. Tu está sempre disposto ao bem sem ver a quem. Eu sou uma das pessoas sortudas a quem você dedica seu bem.
Tu me faz bem de tantas maneiras. Com café e bolo. Com conversas que levam aos beijos. Beijos e mais beijos. Piadas sem graça. Cosquinhas. Abraços. Músicas. Tu é bem.
Não meu, mas por inteiro quando comigo. Inteiro em cada momento comigo.
É estranho, porque somos tão completos sozinhos, mas depois que sua alma tocou a minha eu sinto falta de um pedacinho meu quando estou longe.
No começo eu não tava entendendo nadinha, depois parei de tentar entender e comecei a sentir. Comecei a sentir todas as borboletas invadirem meu estômago toda vez que te via.
Eu imagino essas borboletas todas de uma única cor. Amarelo. Amarelo me lembra primavera. E é assim que eu me sinto perto de ti. Primavera.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Cacau’s story.