Sororidade é uma partida de futebol

A Copa Kátia Cilene pela percepção de uma espectadora

No sábado, 17 de Outubro, aconteceu a IV edição da Copa Kátia Cilene, uma competição de futebol feminino que acontece dentro da Copa Trifon Ivanov.

Fui como espectadora, convidada por amigas queridas que conheci neste 2015 — de longe, elas foram a melhor coisa que me aconteceu — e o que eu vi me deixou feliz, esperançosa até.

Logo que cheguei, vi uma jogadora contundir o tornozelo. Não sei o nome dela, mas sei que está bem. Em questão de minutos, levaram ela para fora da quadra, medicaram, trouxeram gelo, acalmaram… E isso foi só o começo.

No campo, elas jogavam como qualquer jogador amador mas com uma garra e determinação que se vê em poucos jogadores profissionais nos últimos tempos. Elas corriam o campo inteiro, driblavam, montavam jogadas, defendiam e rebatiam a bola. Gritos, sim, muitos e principalmente de incentivo.

Nenhuma briga. Vários montinhos.

Ali, em todos aqueles jogos, cervejas e churrasco, não tinha diferença entre as mulheres. Não tinha padrão estético, cor, orientação sexual ou qualquer estereótipo que não o de guerreiras. Os jogos foram emocionantes, com torcidas exaltadas e, acima de tudo, respeito.

Claro, tem uns babacas. Sempre tem os babacas. Só que eles foram sufocados pelas pessoas que estavam ali torcendo como se cada jogo fosse final de Copa do Mundo.

Os jogos, os gols, os montinhos no meio do campo, a invasão canina, a organização e, principalmente, as comemorações eram o exemplo que eu sempre quis encontrar de SORORIDADE. Usa-se tanto este conceito para definir a relação entre mulheres e ali ele ficou evidente.

Somos irmãs.

...

Quero aqui parabenizar as queridas Ana Paula (a Pads) e a Lu Favero por terem sido as grandes campeãs desta edição e, claro, o restante do time que foi fundamental para tal feito.

Também quero agradecer Luci, Dani, Winnie, Tatti, Xulha, Debora, Jess, Gabi, Magli, Marloren e as minas incríveis que conheci lá por terem proporcionado momentos de risadas e descontração.

Adendos sobre a Copa Trifon Ivanov:
- Amei o churrasco vegetariano. Obrigada.
- Apesar de uma ou outra treta em campo, não ver ninguém se batendo e, ao contrário, bebendo junto, foi tranquilizador.
- O Bonsa certamente perdeu mais 1/3 dos cabelos.
- Achei que o Coxxa ia desencantar. Não desencantou.
- #ForaNayara
- Vi tanta gente — que conheci tem alguns dias e que conheço há quase 10 anos — que seria impossível enumerar todos aqui.
- Amor eterno e verdadeiro pelos cachorros. Levem seus cachorros.