Presídio Central de Porto Alegre

Relatos de quem já viveu lá …

O Presídio Central de Porto Alegre é uma prisão localizada na cidade brasileira de Porto Alegre, capital do estado Rio Grande do Sul. Situa-se na Avenida Rocio, n.° 1100, no bairro Coronel Aparício Borges. Foi erguido no ano de 1959.

Composta por seis pavilhões, é o maior presídio do estado do Rio Grande do Sul.

Com capacidade para 1,6 mil presos, o presídio já foi considerado um dos piores do País pela CPI do Sistema Carcerário, em virtude de sua superlotação e de seu péssimo estado de conservação. Conta atualmente com 5 mil detentos.

Em junho de 2008, o governo do Rio Grande do Sul anunciou que o Presídio Central será desativado e seu prédio, implodido. Enquanto continuarem as suas atividades, serão construídos, através do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), nove penitenciárias menores, com capacidade para 500 e 600 presos.

Rotina dos detentos:

  • 22 horas é o tempo que o preso fica em suas celas, com aproximadamente 33 presos, dividida em 8 camas com colchões no chão, 2 horas para ficar no pátio por dia, um dia na parte da manhã, no outro dia a tarde.
  • Os pavilhões são divididos por letras, que vão do A ao J, sendo 3 galerias para cada pavilhão, em cada galeria fica mais de 300 presos, as celas possuem banheiro,com e sem vaso, fogão, pias, panelas, rádio e televisão, são os presos que fazem a limpeza de suas próprias celas.
  • As visitas costumam ser no 3° sábado do mês,cada preso recebe 3 visitas, as 4 horas da manhã eles aguardam no pátio a chegada de parentes e pessoas queridas, as visitas íntimas são restritas a duas por cela, nem todos recebem. Comidas levadas pelos parentes e visitantes, que conseguem chegar até os detentos são divididas com os colegas de cela. As visitas ocorrem das 8:00 às 16:45,e intimas até 01:30, de 40 minutos.
  • No pátio os presos podem jogar futebol, correr, ou apenas conversar, o espaço é pequeno, quem não quer sair fica na cela, o esgoto a céu aberto e o mal cheiro é uma das reclamações de todo detento, segundo eles a vida no presídio é muito ruim.
“O dinheiro faz a pessoa entrar nesta vida fácil de mordomias,mas acabam voltando pelo mesmo motivo” diz ex presidiário.

Assista ao vídeo com imagens e relatos de ex detentos no presídio central de Porto Alegre.

Rio Grande do Sul é o 5º Estado com mais presos no país

A população carcerária gaúcha no último ano foi a quinta mais numerosa do país. Dos 537.790 detidos no Brasil em 2013, 28.743 estavam no Estado. Os dados são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado na terça-feira pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Nesse ano, o número de presos no Rio Grande do Sul representava 5% de todos os detidos no país, atrás apenas de São Paulo (202.747), Minas Gerais (48.143), Rio de Janeiro (32.944) e Pernambuco (30.894). O estado com menor número de presos no Brasil no último ano foi é Roraima, com 1.528 detidos, seguido de Amapá (2.232) e Tocantins (2.373).

A cada 10 minutos, uma pessoa é assassinada no Brasil
RS é o 4º Estado com menos assassinatos por habitantes no país

Na contramão do Brasil, que viu a população carcerária subir 5% nos últimos dois anos, o Rio Grande do Sul teve queda no número de presos. Em 2012, o Estado tinha 30.068 detidos, 4% a menos que o ano seguinte.

Enquanto no país 40% dos presos estavam detidos sem condenação em 2013, no Estado o índice era de aproximadamente 27%. Dos 28.743 presos em solo gaúcho, 7.679 aguardavam julgamento. Os outros 20.640 já estavam condenados, o que representava cerca de 73% do total.

Entre os condenados no Estado, 13.903 cumpria pena no regime fechado (67% dos apenados), 5.521 no regime semiaberto (27%) e 1.216 no regime aberto (6%).

Atualmente o Central possui os seguintes pavilhões: A, B, D, E, F, G, H, I, e J. O pavilhão C foi demolido em 2014. o presídio ultrapassa em 119% sua capacidade — tem 4193 presos.

Fontes: Wikipedia, google, clicrbs.

Por: Douglas Ferreira, Ana Carolina, Aline Rocha.

Like what you read? Give Carol Oliveira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.