notas curitibanas n° 17

Curitiba se faz de ranzinza
E amanhece cor de rosa

Na cidade poesia
Não mate saudades
Sem trocar uma prosa