Image for post
Image for post
Jon interpreta um ótimo Justiceiro

Destaque no início do segundo episódio, a Estátua da Liberdade, representa o que há de mais importante na terra e lar dos livres e corajosos, mas, como dizem, curiosamente ela nunca realmente chegou aos Estados Unidos. Ficou ali, bem próxima, à vista de todos, servindo de enfeite e local de turismo, mas eternamente fora do território norte-americano. Assim também é a primeira temporada de O Justiceiro da Netflix.

Os primeiros três ótimos episódios abrem a narrativa e apontam que a violência presente será trazida debatida (leia as impressões sobre os primeiros episódios), os crimes julgados, a corrupção punida, a problemática da posse de armas aprofundada, e os traumas de guerra discutidos, mas não é isso que nos é mostrado. …


Image for post
Image for post

Assédio Moral, suas origens e seus motivos.

Muitos estudos e explicações tendem a colocar o Assédio Moral como uma forma eternizada de gestão. O famoso “sempre foi e sempre vai ser assim”, o que não é de todo correto. Antes do capitalismo o trabalho era organizado de maneira completamente diferente. O próprio ciclo da natureza com suas estações do ano ditava o ritmo da produção e aos senhores de escravos e servos bastava a violência ou a ameaça do uso dela. No capitalismo nas relações de produção conhecidas como taylorismo e fordismo o controle da força de trabalho se dava por intensa e escancarada vigilância exercida por capatazes e gerentes. …


Image for post
Image for post
Existem mais assuntos aleatórios para serem abordados nesse podcast do que supõe nossa van filosofia.

A Van Filosofia é um podcast apresentado por Mellissa Pereira e eu, onde falamos dos mais diversos assuntos do cotidiano, cultura pop, comportamento, com um pegada descontraída, mas aprofundando para além do mero bate-papo.

Acompanhe nas plataformas de streaming ou diretamente aqui abaixo.


Image for post
Image for post

Em 2018 coapresentei um podcast com dez episódios sobre aviação, mais especificamente sobre aeroportos e mais especificamente ainda sobre a profissão Agente de Aeroporto, e mais especificamente ainda, sobre essa profissão no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos — Governador André Franco Montoro a partir da experiência de minha amiga — e apresentadora do podcast — Mellissa Pereira.

Ele está disponível nas mais diversas plataformas de streaming ou diretamente abaixo.

https://www.podbean.com/podcast-detail/pb-psv9m-31cfac


Image for post
Image for post

Olá,

Fui entrevistado pela equipe do PodEntender para contar sobre minha pesquisa e meus trabalhos ligados à cultura do medo e teoria das emoções em Vigotski.

Só procurar o título acima em qualquer agregador de podcasts e/ou seguir o link abaixo (recomendo! Dê o pageview e depois deixe lá um comentário)

https://podentender.com/episodio/049-medo-cultura-sociedade-e-vigotski/

https://content.blubrry.com/podentender/PODEntender_49.mp3

Abraços,


Image for post
Image for post
E nessa loucura de dizer que a terra é plana
Vou negando as vacinas
Escondendo as evidências
Mas pra que viver mentindo
Se eu não posso enganar meu coração
Eu sei que te amo

texto originalmente publicado em: https://www.deviante.com.br/noticias/que-possamos-entender-que-evidencias-sao-tao-importantes-na-politica-como-e-no-karaoke/

“Caros brasileiros, de hoje em diante faremos políticas de acordo com o cidadão de bem e patriota. E como bom cristão abaixaremos os juros — para os ruralistas — e daremos condições para que as pessoas se armem. Dados não importam, portanto reduziremos o Censo a nada, duas ou três perguntas bastam: é brasileiro? É patriota? Tem que mudar isso aí?”

O que teria tudo para ser um livro de utopia é editorial de jornal — os que não são fake news, claro –, é realidade posta.

Desmontando o Censo, não teremos dados para propor políticas públicas pelos próximos 10 anos, não teremos dados para contrapor o que nos for apresentado. Viveremos de aparências e informações “oficiais” — já sinto o reflexo do sol nas alvas paredes cintilantes do Miniver — que associadas ao teto de gastos traça um panorama tenebroso. …


Texto originalmente publicado no Portal Deviante: https://www.deviante.com.br/noticias/pode-o-medo-ser-usado-como-instrumento-de-controle-social-ii/

Image for post
Image for post
André Dahmer — malvados.com.br

Aprendemos a temer Iahweh, entendemos que o amor se rompe e não catequiza, enquanto que o medo é um terror perdurável, e se não tiver aprendido nada, sugiro a leitura de nosso texto anterior, em que apresentamos os usos religiosos, políticos e militares do medo, no entanto, é necessário falar sobre nosso dia-a-dia e como o controle pelo medo é conduzido.

Em uma tentativa de ensinar aos pequenos indígenas os perigos de sair à noite pela mata, Daniel Mundukuru, indígena da etnia Munducuru, multigraduado e escritor, afirma (2010) que tribos indígenas criavam histórias míticas nas quais entes mágicos das florestas arrancavam os olhos daqueles que desafiavam a noite. …


Image for post
Image for post
André Dahmer — Malvados.com.br

Texto originalmente publicado no Portal Deviante: http://www.deviante.com.br/noticias/pode-o-medo-ser-usado-como-instrumento-de-controle-social-i/

É muito provável que você já tenha respondido a essa questão antes mesmo de ter terminado de ler o título do texto e, mais provavelmente ainda, você respondeu que sim. Acertei? Afinal, devem ter sido vários os exemplos que pensou enquanto lia esse parágrafo, não obstante, devemos sair de nossas experiências individuais e entender esse fenômeno historicamente.

Vamos, então, passar pelo Antigo Testamento, Maquiavel e pela catequese jesuítica nas Américas… E se estiverem dispostos, chegaremos na modernidade com Churchill e Nixon, e se tivermos fôlego, chegaremos nos exemplos do nosso cotidiano que estão pensando agora! …


Roteiro de curta-metragem — 2018

Identidade — 2018

Sinopse: Gabriel trabalha em um serviço de emissão de documentos e se irrita com um refugiado sírio que não consegue entender o funcionamento do sistema, nem de quais documentos precisa. Rosa, sua companheira, tenta fazer com que Gabriel possa entender que ele não é tão diferente do refugiado quanto pensa ser.

Leia o roteiro: https://bit.ly/roteiro_identidade


Image for post
Image for post

Originalmente em: https://institutodecinema.com.br/mais/conteudo/o-som-do-cinema-trilhas-diegeticas-e-extra-diegeticas

Alguma vez, enquanto assistia a um filme, ou série, você se pegou cantarolando a música que a personagem em tela também cantava? Ou fazendo os passos de dança que atores e atrizes faziam em cena? Você estava diante de uma trilha diegética e nem sabia!

Não há dúvidas sobre a importância do áudio em uma produção audiovisual, mas diversas são as suas funções. Vamos, então, conhecer um pouco sobre a trilhas diegética e extra diegética.

About

Henrique Castro

Nerd, psicólogo e contador de causos. Palpita por aí, reúne textos por aqui. Me procure nas redes: @famigeradokpeta. Além disso presto serviços em editando.me

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store