Chega de bege na minha vida!

Abandonei o básico. Agora sou Top.

Quanto de bege tem na sua vida?

Bege , cor neutra, básica, feita para não aparecer.

Nos meses que passei no EUA percebi que tudo lá é bege, casas, construções comerciais, fábricas. Nosso prédio era bege por fora e por dentro.

De repente esse tom sem vida foi ficando tão evidente que eu já não suportava. Se fosse morar lá ía pintar as paredes de pink. Uma necessidade de cor se fez vital.

Foi então que descobri que o bege estava também dando o tom na minha vida.

Sei lá, aos 50 anos acho que se a gente não faz o balanço, a vida balança a gente. E eu vi que eu era o retrato do bege. Vish! Desesperador!

Fui me acostumando ao básico, ao confortável, ao prático,ao neutro…. neutro no motor de carro chama ponto morto, não é mesmo?!

E daí comecei a arrumação da vida e da casa com o método Konmari, cuja única condição para guardar qualquer objeto é : Só fica o que te dá ALEGRIA!

Muita coisa básica foi embora, mas a parte mais íntima é também a mais cega…. não me dei conta dos pijamas neutros, calcinhas e sutiãs beges eram 99% da minha gaveta, o 0,8% restante era cor pastel e 0,2% era uma rendinha atrevida só para alguns momentos. Mais a Crocs e o roupão da Zelo :))

Socorro! A mulher estava em coma, sequestrada da vida.

Chega de bege na minha vida. Joguei tudo isso no lixo junto com todos os mitos que sustentavam esse “begismo”.

Fui às compras, ainda estou indo, gaveta coloridíssima, com texturas e transparências para todas as horas.

Ah! mas e se for usar aquela roupa branca e não quiser que apareça a lingerie?Não usa, bem! Usa fio dental! Troque o nude pelo nu!

Nude = disfarce, não aparecer

Nu = aparecer

Deixa aparecer o seu poder pra você mesma. Não é pra sair provocando as pessoas num exibicionismo. É para você mesma, você usar os sentidos ao se ver com algo que te valoriza, embeleza, e sentir um toque roçando a sua pele.

Põe aquele salto e vai na feira e faz da feira a sua festa.

Põe aquela lingerie rendada e colorida por baixo da roupa e vai faxinar a casa. A faxina fica bem mais divertida.

Toma banho, se enfeita, sobe na sua sandália mais linda, põe aquela música alta e vai pra cozinha fazer um jantar . Cozinhar é um ato de amor, é um ato sensual, a gente usa as mãos, usa o olfato, os ouvidos, o paladar e o olhar. E depois serve esse banquete para você mesma, e se tiver companhia, melhor ainda.

Permita que Eros e Psique se expressem na sua vida.

Eros e Psiquê (Museu do Louvre, Antônio Canova) Foi assim que Psique, unida a Eros, tornou-se imortal e teve uma filha cujo nome foi Prazer. — filovida.org