Paradoxo

De olhar penetrante, voz grave e postura impecável, o meu alpha anda pelas ruas do Rio de Janeiro sabendo, plenamente, da sua capacidade de conquistar e liderar qualquer pessoa. Ainda me surpreendo com a forma que ele encanta qualquer pessoa que deseja. Os homens almejam sua postura e sua presença. As mulheres.. Ah, elas se apaixonam de forma intensa muito rápido. Elas nem mesmo sabem quantificar o quanto o cobiçam do dia para a noite.

O meu alpha sabe criar personas diferentes para cada momento, cada situação. A regra aqui é entender as pessoas segundo suas expressões corporais e criar estratégias para sobressair na medida certa. O objetivo é ser lembrado por todas as pessoas que estão ao seu redor. Todos saibam seu nome e sobrenome, independente de quem seja.

Por isso esse motivo, o meu alpha possui muitas personas na sociedade. Algumas mais sérias e cultas, outras mais divertidas e comunicativas, mas sempre há o seu destaque na conversa. Com o passar no tempo fui presenciando cada persona que ele apresenta para a sociedade. Sempre me divertindo muito e me apaixonando pela capacidade de liderança do meu alpha.

Sempre. Me. Apaixonando. Sempre. Amando. Cada. Persona.

Na mesma proporção que fui conhecendo as personas, fui conhecendo também o alpha sem suas personas. Percebi que ele se sente mais confortável na quietude e no silêncio da vida. Parece que seu cérebro trabalha tanto e tão rápido que é preciso do sossego para ouvir a montanha de pensamentos que são despejados. Fui entendendo que meu alpha é introvertido e tem dificuldades de demonstrar seus sentimentos mais profundos e isso sempre foi normal em sua vida. Ele prefere a independência compartilhada, o silêncio junto com a pessoa que ama.

Entenda. Eu sou perdidamente apaixonada por cada persona que conheci e aprendi a ler cada uma dessas personas. Mas quando se trata do verdadeiro alpha, aquele introvertido e silencioso, eu ainda estou patinando para entender. Esse é o verdadeiro alpha, a base que gera todas as personas incríveis que conheci e, para entender quem é ele de verdade é muito difícil. São diversas densas camadas de proteção que o envolvem. Sinto que ainda estou na camada mais superficial dessa proteção. E, de certa forma, sinto medo. É difícil sentir sentimento vir dele. Entretanto, o amor que sinto é tão grande e tão verdadeiro que estou disposta a encontrar a melhor forma para conhecê-lo.

O meu maior medo é que eu não seja a mulher que encanta a verdadeira personalidade do meu alpha. O meu medo é da profundidade desconhecida que, hoje, vejo em seus olhos. O meu medo é que eu seja sentimental demais para ele.

Sinto medo de amá-lo mais do que ele me ama.

E entendam. O amor que sinto é capaz de me enlouquecer.