Apague a luz

não quero ser lido

relido

em relicário

das coisas preciosas que não tem nome certo e se perdem na escuridão dos olhos fechados
quando à meia noite a luz apaga
e as lembranças

essas permanecem