Remédio

Pele, pele, calor, coração, coração, coração. Tudo batendo junto, o mar na areia , as ondas nas rochas tão pretas, as asas das aves marinhas no céu insuportavelmente azul. A cabeça doía, o sol alcançava tudo com seus braços quentes, o estômago era uma mistura lamentável de peso e vazio, difícil de entender. Ajoelhou-se na areia penitencial e o choro escorregou de dentro, ficou ali convulsionando sobre seu corpo, sentindo a dor reduzir sua vida a algumas sentenças aleatórias sobre suas escolhas ruins, como se fosse um livro errático largado na praia. Os pássaros gritavam coisas como seu nome, seus erros, crás, crás, amor, drogas, poesia, crás, vida, morte, cráaas. E então, o vômito simplesmente saiu sem aviso e caiu na areia com as lágrimas, a dor, os pedaços de memórias cuidadosamente rasgadas dentro e no fim, restou sal e silêncio, que apenas o mar quebrava delicadamente, para não macular o momento da cura.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Magnolia’s story.