Sem ar

Imagem: Solaris Moon / Flickr

No submergir 
do oceano
de emoções,
deixo-me levar.

Vou até onde 
meus olhos
já não veem.
Sinto meu lento respirar.

A cada inspiração,
uma memória 
de que quero me desfazer.
Agarro-me a algumas
como se quisesse
uni-las ao instante
da minha respiração.

Mas quando expiro,
o passado escapa 
por entre meus dentes.
Resta apenas ar
e água.