Unidade

O Sol, estrela da nossa galáxia, do alto da sua grandiosidade envia-nos sua luz, radiação eletromagnética que atravessa o espaço numa velocidade de aproximadamente 300.000 Km/s para banhar a terra, assim sem fazer alarde nos providencia luz , calor que provoca ações químicas na terra e em tudo que há nela.
 
 A terra na sua grandiosidade biológica e cheia de vida, nave mãe de todos os seres ainda vivos, fauna, flora, estruturas sólidas e não sólidas, visíveis e invisíveis, humildemente nos cede o espaço para que todos se desenvolvam e prosperarem quando se é para prosperar, decair quando for a hora de dar vez a outras estruturas tão merecedoras de existir como por exemplo uma formiga. 
 
 A árvore frondosa da sua magnitude nos providencia oxigênio, é lar das aves, cede seus frutos como alimento e sementes, oxigena a terra, espaço dos microrganismos, larvas, minhocas, humildemente e sem alarde produz sombra e música quando o vento bagunça sua copa.
 
 Os rios, riachos, lagos, geleiras e mares providenciam água e habitat aquático e marinho, banham a terra e a enche de sais minerais e nutrientes que serão aproveitados em inúmeros processos para a manutenção da vida, e a extinção de outras. 
 
 O existir é essa humildade em cooperar e viver em harmonia, Simbiose sagrada da vida, vivemos juntos, sincronizados, cedendo uns aos outros vida, (quando for para a continuidade da existência que se faz necessária); e morte (para quando for necessário renovar e dar espaço para outra vida). 
 
 Sem consciência harmônica sobre isso, o habitat em que existimos está fadado a perecer sob nossa própria ganância e infantilidade do pensamento reforçado pelos sistemas de controle social que estarmos separados da unidade do próprio habitat. 
 
 Um é tudo, tudo é um. 
 
 Lembremos quem somos.

Like what you read? Give CF Rafael a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.