Sair da zona de conforto é…
Giovana Gamboa
71

Oi Giovana, tudo bem? Não sei se te consola, mas eu entendo a sua frustração com a diferença entre as linguagens…

A Processing é uma linguagem/ferramenta feita justamente com o intuito de ensinar programação para artes visuais. Ela é muito simples porque oferece uma API de altíssimo nível (que é aquela “mais longe” da linguagem de máquina, dos zeros e uns). Assim, ela te permite pular a parte “chata” e ir direto para o que dá resultado (desenhar, animar, mover etc.)

Já a Swift é uma linguagem do tipo “pau-pra-toda-obra”. Você pode criar não só protótipos, mas também aplicativos completos e até sistemas bem robustos, que conversam de frente com as APIs de baixo nível. Mas isso vem com um custo: fica a cargo do programador construir suas próprias ferramentas (ou apoiar-se nos ombros da comunidade e aproveitar o trabalho que outras pessoas já fizeram por nós).

Quando você começa a pegar o jeito da programação, passa a identificar os pontos que atrasam teu trabalho (como ter que escrever 5 linhas pra desenhar uma bolinha colorida), e vai então criando funções auxiliares para o teu trabalho.

Fica aqui uma dica pra treinar sua programação: você poderia criar uma função circle() com algumas “sobrecargas”. Isso significa “formas diferentes de executar a função”, por exemplo:

circle(): desenha um círculo branco, com borda preta e raio 10
circle(radius: 20): desenha um círculo branco, com borda preta e raio 20
circle(fillColor: .blue): desenha um círculo azul, com borda preta e raio 10

Enfim, obrigado por compartilhar seu texto, e boa semana para todos nós! :)

Like what you read? Give Charles Ferreira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.